Não foi só o refletor: Em noite de apagão, Cruzeiro empata sem gols fora de casa

cruzeiro e brasil de pelotas
Partida foi marcada por quedas de energia (Volmer Perez/GEB)

No jogo pouco inspirado do Cruzeiro contra o Brasil de Pelotas, o time mineiro não tomou gol pela primeira vez em 5 duelos, mas também não conseguiu fazer. No finalzinho da partida, o clube celeste chegou com mais perigo, mas parou no goleiro, nesta noite de sábado (3), no Estádio Bento Freitas, na fria cidade de Pelotas-RS. Com o empate amargo, o time completou 3 jogos sem vitória e está momentaneamente na 13ª posição na tabela, com 9 pontos. Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe o Coritiba nesta terça-feira (6) no Mineirão, em Belo Horizonte.

Apagão

Logo no início da partida, aos 3 minutos e 30 segundos, antes de uma cobrança de escanteio do Cruzeiro, houve queda de energia nos refletores de uma das torres de iluminação do Estádio Bento Freitas. Após mais de 20 minutos, o jogo recomeçou.

Jogo frio

Na fria cidade de Pelotas, que marcava 11ºC, os times estavam tendo dificuldade para construir jogadas. O primeiro lance perigoso veio aos 17 do 1T com uma bomba de fora da área chutada por Marcinho, defendida pelo goleiro Matheus Nogueira.

O Xavante respondeu aos 22, quando Fabrício foi à linha de fundo e cruzou para Ramon, que chutou para fora. O jogo continuou mais ou menos e outro lance importante veio aos 34 do 1T, quando Rômulo cruzou para a área, Felipe Augusto cabeceou para Sobis, mas a zaga fez a intervenção.

Continuou +-

Na volta para a segunda etapa, o Cruzeiro teve falta perigosa a seu favor aos 11. Marcinho cobrou bem e a bola foi pertinho do travessão. Mas a partida não engrenou e os times permaneceram pouco inspirados.

Goleiro trabalhou

Outra boa chance só veio aos 35 do 2T com um chute perigoso de Marcinho. O goleiro soltou e Bruno José chutou, mas a bola explodiu no zagueiro. Aos 43, foi a tentativa venenosa de Flávio que foi espalmada pelo arqueiro do Xavante. No mesmo minuto, o mesmo volante cabeceou no cantinho e Matheus Nogueira foi buscar. O empate sem gols, que tirou o Brasil-RS da zona de rebaixamento, foi mais amargo para o Cruzeiro, que não vence há 3 partidas.

Edição: Roberth Costa
Beatriz Kalil Othero
Beatriz Kalil Otherobeatrizkof@gmail.com

Mineira de BH, graduanda em jornalismo pela UFMG e fascinada por futebol, dentro e fora das quatro linhas. Cobre os jogos dos times mineiros como repórter freelancer para o BHAZ.

Comentários