Pesquisar
Close this search box.

Mais de 134 mil pessoas receberam atendimento por doenças respiratórias em BH

Por

atendimento doenças respiratórias bh
Atendimento a pacientes com doenças respiratórias em BH deve diminuir (Moisés Santos/BHAZ)

Mais de 134 mil pessoas procuraram atendimento para doenças respiratórias em Belo Horizonte, entre abril e maio deste ano. Segundo a SMSA (Secretaria Municipal de Saúde), menos da metade do grupo prioritário recebeu a vacina contra a gripe, até o momento.

Embora o mês de abril tenha tido um pico nos atendimentos à doenças respiratórias em BH, com 70.927 pessoas procurando as unidades de saúde, a secretaria afirma que a tendência é de queda na procura.

Ainda de acordo com a SMSA, as solicitações por internação por doenças respiratórias também seguem uma tendência de queda. “O que nos chama a atenção e fica um alerta é que 35% das solicitações são para pessoas acima de 60 anos. E 31% para crianças de até 4 anos”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Danilo Borges Matias.

“Os dois grupos podem receber as vacinas da gripe e covid. Ou seja, é fundamental que essas pessoas procurem um ponto de vacinação e se protejam”, recomendou.

Conforme levantamento da secretaria, até o momento, foram aplicadas 570 mil doses da vacina contra a gripe na população a partir de 6 meses. A campanha de vacinação teve prorrogação até a duração do estoque na capital mineira, que atualmente está em cerca de 500 mil doses.

No grupo prioritário estabelecido pelo Ministério da Saúde, foram aplicadas 294 mil doses, o que corresponde a 49% da cobertura. Em relação à vacina monovalente contra a Covid-19, 46 mil doses foram aplicadas nos públicos específicos.

A prefeitura possui um plano de enfrentamento às doenças respiratórias em Belo Horizonte, mediante o aumento de casos e da demanda por atendimento. Segundo a SMSA, foram contratados 239 novos profissionais, incluindo pediatras que atendem nas UPAs e no Hospital Odilon Behrens.

Andreza Miranda

Graduada em Jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2020. Participou de duas reportagens premiadas pela CDL/BH (2021 e 2022); de reportagem do projeto MonitorA, vencedor do Prêmio Cláudio Weber Abramo (2021); e de duas reportagens premiadas pelo Sebrae Minas (2021 e 2023).

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ