BH terá gás de cozinha e gasolina mais baratos no Dia Livre de Impostos, em junho

Gasolina
Produtos são comercializados sem a incidência das taxas (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Moradores de Belo Horizonte poderão aproveitar o início do próximo mês para abastecer o carro com gasolina, repor o gás de cozinha e comprar medicamentos por um preço menor: as vendas serão em 2 de junho, Dia Livre de Impostos (DLI), em que os produtos são comercializados sem a incidência das taxas.

A ação, realizada em todo o território nacional, nasceu na capital mineira, por iniciativa da CDL/BH (Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte) e da CDL Jovem de BH. Os pontos de venda que vão comercializar a gasolina e o gás livre de impostos estão listados abaixo, e outros estabelecimentos que vão participar da ação – entre eles drogarias, ótimas e lojas de roupa – serão divulgados ao longo dos próximos dias pela entidade.

“Esse movimento tem o objetivo de conscientizar a população sobre a alta carga tributária que pagamos e também desmistificar a ideia de que os lojistas e empresários são os responsáveis por definirem os preços de produtos e serviços”, afirma o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva.

“Se nossa tributação fosse mais amena, o poder de compra dos consumidores seria melhor, assim como o varejo e a economia. Apesar de ser pago normalmente pelas empresas que participam da ação, o valor dos impostos não será repassado ao consumidor final”, completa.

Gasolina

O Posto Pica-Pau, no Barro Preto, aderiu à campanha e vai vender a gasolina comum sem o valor dos impostos incidentes, limitados a 50 motos e 145 carros. Segundo a CDL/BH, o objetivo é contemplar o maior número possível de consumidores.

O pagamento será feito obrigatoriamente em dinheiro, e o abastecimento será por ordem de chegada e com a distribuição de senhas. O posto fica na avenida do Contorno, número 10.325.

O valor do litro representa o preço da gasolina comum sem a incidência de três tributos (CIDE, ICMS e PIS/COFINS), que correspondem a cerca de 36% de taxas que compõem o preço final do produto.

“Combustível, possivelmente, é o produto que o consumidor observa com mais clareza como a carga tributária é nociva no valor final da bomba”, aponta o presidente do Minaspetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Minas Gerais), Rafael Macedo.

A CDL/BH ainda reforça que o abastecimento será feito diretamente no tanque do veículo, ou seja, não é permitido o abastecimento em galões, vasilhames ou quaisquer recipientes, mesmo sendo os galões autorizados pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

Gás de cozinha

A distribuidora Amigão Gás, bairro Jardim América, vai vender o botijão de gás sem o valor dos impostos incidentes. Serão comercializadas 200 unidades, limitada a uma por pessoa. A compra será por ordem de chegada e com distribuição de senhas.

“O gás de cozinha tem sido um dos vilões do orçamento das famílias. Os aumentos recentes e a inflação estão pesando no bolso do consumidor. O Dia Livre de Impostos vai ajudar a esclarecer como o preço final é estabelecido e o quanto os impostos embutidos nesse produto impactam o poder de compra”, afirma Thiago Gomes, sócio da distribuidora.

A Amigão Gás fica na Rua Estrada do Cercadinho, número 1.315. De acordo com a CDL/BH, os valores a serem cobrados pela gasolina e pelo gás de cozinha no DLI ainda serão divulgados.

Edição: Roberth Costa
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde 2019 e graduanda em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Participou de reportagens premiadas pelo Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, pela CDL/BH e pelo Prêmio Sebrae de Jornalismo em 2021.

Comentários