Mais estragos: Só hoje, Defesa Civil de BH atendeu novas 128 ocorrências relacionadas às chuvas

chuvas bh
Bombeiros também se mobilizaram em diversos pontos da capital e de todo o estado (CBMMG/Divulgação)

A semana começou contabilizando estragos em Belo Horizonte, devido às chuvas. Só nesta segunda-feira (10), a Defesa Civil da capital recebeu 128 solicitações, a maioria para vistorias em residências localizadas nas regionais Noroeste, Nordeste e Pampulha. Dentre as principais queixas, segundo o órgão, estão trincas, infiltrações, quedas de muros, rolamento de pedras e deslizamentos.

E não é só a capital que tem sofrido com o alto volume de água. No bairro Frimisia, em Santa Luzia, o Corpo de Bombeiros atuou no resgate duas pessoas e quatro cães que estavam ilhados em função do alto nível da água.

Ocorrências desta natureza também foram atendidas nos municípios de Ribeirão das Neves, Betim, Nova Lima, Vespasiano e Sabará, todos na Grande BH, com o auxílio de equipes terrestres e embarcações.

Militares resgatam quatro cães que estavam ilhados em um ponto de alagamento (CBMMG/Divulgação)

Chuva que não acaba mais

De acordo com a Defesa Civil de Belo Horizonte, nos primeiros dez dias do ano, oito das nove regionais da capital já registraram um volume de chuvas superior ao esperado para todo o mês de janeiro. As regiões Oeste e Centro-Sul lideram o ranking, com um acumulado de 512,8 e 499,1mm até o momento.

Esse índice deve aumentar pelo menos até a manhã desta terça-feira (11). Na manhã de hoje (10), o órgão emitiu um alerta para a ocorrência de chuvas entre 50 e 70 mm em toda a cidade. Para evitar mais incidentes, a Defesa Civil recomenda uma série de cuidados, sendo eles:⠀

  • Redobre a sua atenção! Evite áreas de inundação e não trafegue em ruas sujeitas a alagamentos ou perto de córregos e ribeirões nos momentos de forte chuva;
  • Não atravesse ruas alagadas nem deixe crianças brincando nas enxurradas e próximo a córregos;
  • Não se abrigue nem estacione veículos debaixo de árvores;
  • Atenção especial para áreas de encostas e morros;
  • Nunca se aproxime de cabos elétricos rompidos. Ligue imediatamente para Cemig (116) ou Defesa Civil (199);
  • Se notar rachaduras nas paredes das casas ou o surgimento de fendas, depressões ou minas d’água no terreno, avise imediatamente a Defesa Civil.
  • Em caso de raios, não permaneça em áreas abertas nem use equipamentos elétricos.
Edição: Giovanna Fávero
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog.

Comentários