Engenheiro que esfaqueou ex na frente dos filhos em BH é indiciado por tentativa de feminicídio

engenheiro que esfaqueou advogada
Bruno Costa Val pode pegar até 20 anos de prisão, segundo a Polícia Civil (PMMG/Divulgação)

O homem que esfaqueou a ex-namorada na frente dos filhos dela no bairro Gutierrez, em Belo Horizonte, foi indiciado pela Polícia Civil por tentativa de feminicídio nessa quarta-feira (22). O crime ocorreu em maio, quando a mulher entrava em um carro de aplicativo com as crianças e a babá. Caso seja condenado, ele pode pegar até 20 anos de prisão.

O laudo policial apontou 19 facadas no corpo da vítima. Em conversa com o BHAZ, dias depois do ocorrido, a sobrevivente Verônica Suriani relatou o desespero que os ataques causaram. Depois que Bruno Costa Val teve a prisão decretada pelo TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais), ela disse estar aliviada com a decisão.

“Espero que ele continue preso, pague pelo crime que ele cometeu. O que me assusta foi a forma violenta e agressiva com que tudo aconteceu, à luz do dia, na frente de todo mundo. Espero que ele seja um exemplo real, de alguém que cometeu um crime e seja realmente punido”, narrou a advogada.

Babá salvou a vítima

Segundo a delegada responsável pelo caso, Larissa Mascotte, a interferência da babá das crianças foi fundamental para a sobrevivência de Verônica. Para que o suspeito parasse de atacá-la e ela pudesse fugir, a senhora o empurrou e agarrou as mãos ele.

“O homem estava decidido a matar a ex-companheira. Na manhã do crime, após receber a notícia de que estava com uma ordem de restrição para não adentrar na empresa em que prestava serviços, devido ao fato de ter enviado uma foto da vítima nua para o grupo de WhatsApp da empresa, ele se dirigiu imediatamente à residência da vítima, buscando vingança. Ele não sairia de lá sem matar a mulher, se não fosse a ação corajosa da babá”, diz a chefe de polícia.

As investigações apontam que Bruno agiu sozinho. Ele foi preso em flagrante e teve prisão convertida em preventiva, à época. Se for condenado, está sujeito a pegar reclusão de até 20 anos.

O crime

O engenheiro de 33 anos atacou a facadas a advogada, de 40, no dia 23 de maio, na região Oeste de Belo Horizonte. Pouco antes do crime, ele foi até a casa dele, no bairro São Pedro, para buscar a faca usada nos golpes contra a vítima. A mulher entrava em um carro de aplicativo, com os dois filhos e a babá deles, quando foi surpreendida pelo agressor.

Câmeras de segurança registraram a tentativa de feminicídio. As imagens mostram que a advogada tenta fugir e corre para o meio da rua. No entanto, o agressor a alcança. Pessoas ao redor correm para ajudá-la, incluindo os filhos e a babá. Motoristas que passavam pelo local também tentaram impedir o suspeito.

Com PCMG

Nicole Vasquesnicole.vasques@bhaz.com.br

Graduanda em Jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2022.

Comentários