Pesquisar
Close this search box.

Ex-prefeito na Grande BH é preso por dirigir embriagado e causar acidente que matou jovem

Por

ex-prefeito dirige embriagado
O ex-prefeito de Baldim é suspeito de dirigir embriagado e bater de frente em uma motocicleta entre os municípios de Baldim e Jaboticatubas (Folha de Baldim/Divulgação)

Ivan Martins da Costa Diniz, ex-prefeito de Baldim, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte, foi preso na tarde deste domingo (9) após um acidente na MG-323. O idoso de 66 anos é suspeito de dirigir embriagado e bater de frente em uma motocicleta entre os municípios de Baldim e Jaboticatubas.

Um jovem de 19 anos, condutor da moto, morreu no local. O pai dele, de 38 anos, estava na garupa e foi conduzido em estado gravíssimo para o bloco cirúrgico do Hospital Municipal de Sete Lagoas.

Um terceiro veículo, conduzido por uma mulher de 47 anos, também se envolveu no acidente. A motorista relatou à Polícia Militar que trafegava na rodovia sentido crescente quando viu um carro de cor preta na contramão.

Para evitar a colisão, ela diminuiu a velocidade e tentou desviar para a direita. Uma moto que seguia atrás dela ultrapassou o carro e colidiu de frente com o carro que estava na contramão.

Após a batida, a moto se incendiou e foi arremessada por cima do veículo dela com os ocupantes. A mulher relatou, ainda, que o motorista do carro estava com a cabeça baixa sobre o volante, aparentemente embriagado.

Motorista confessou que havia bebido

Já Ivan Martins, motorista do carro que provocou o acidente, disse que trafegava centralizado entre as duas faixas de rolamento e que, em determinado momento, a condutora se assustou com o carro dele e desviou. Ele conta que também desviou e voltou pra mão certa, até que a moto surgiu e bateu frontalmente no carro dele.

A polícia esteve no local e solicitou que o idoso fizesse o teste do bafômetro, mas ele se negou. Segundo os agentes, ele apresentava notórios sinais de embriaguez, como forte odor, fala desconexa, olhos avermelhados e andar cambaleante. Ivan chegou a confirmar aos policiais que fez uso de bebida alcoólica, mas não soube precisar a quantidade.

O idoso foi preso em flagrante pelo crime de conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool. A pena varia de seis meses a três anos de detenção, multa, suspensão da CNH ou proibição de se dirigir.

Larissa Reis

Graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog. Também participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2022.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ