Pesquisar
Close this search box.

Jovens são flagrados nadando em reservatório da Copasa que abastece casas de BH

Por

jovens nadando em caixa d'água da copasa em bh
Moradores da região denunciam que a situação ocorre de forma recorrente há cerca de 15 dias (Arquivo pessoal)

Um vídeo flagrou um grupo de adolescentes nadando em um reservatório de água do bairro Califórnia, Região Noroeste de Belo Horizonte, nesta segunda-feira (25). Ao BHAZ, moradores da região denunciam que a situação ocorre de forma recorrente há cerca de 15 dias.

Imagens gravadas por uma moradora do bairro mostram o grupo de jovens no topo de um reservatório localizado próximo à Arena MRV e que abastece residências da região. Segundo relatos, eles utilizam a água do local para se refrescar na época de calor.

Ao todo, 639 imóveis são abastecidos pelo reservatório da Copasa, que não confirma se o estádio do Atlético é um deles.

A população relata ainda que já tentou notificar a Copasa e a Polícia Militar acerca da situação, mas não obteve respostas.

“Nós estamos indignados. O que estamos recebendo em casa? Não se sabe o que estão fazendo lá em cima. Pagamos um absurdo de conta e quando olhamos para cima vemos um tanto de moleque lá tomando banho”, disse a moradora.

Ao BHAZ, a Copasa afirmou que uma equipe de monitoramento será enviada amanhã (26) ao local para fazer uma inspeção.

“A companhia salienta que o reservatório possui muro com concertina, os portões são dotados de cadeados e há placas de advertência informando que o local possui acesso restrito, estando os infratores sujeitos as penalidades previstas em lei”, informa a empresa.

BH registra dia mais quente da história

Os termômetros de Belo Horizonte registraram, nesta segunda-feira (25), a temperatura mais alta da história da cidade. Os marcadores chegaram a 38,6°C na capital mineira.

Segundo a Defesa Civil da capital, esta é a maior temperatura já registrada em Belo Horizonte desde 1961, quando as medições foram iniciadas.

O último recorde de calor em BH foi em outubro de 2020, quando a temperatura chegou aos 38,4°C.

Ao BHAZ, o meteorologista Claudemir Azevedo explica que calor extremo se deve à uma “forte massa de ar quente e seco que atinge Belo Horizonte e todo o estado de Minas Gerais”.

Ainda de acordo com o especialista, apesar da temperatura recorde, a sensação térmica fica na casa dos 36°C. Isso se deve à umidade relativa do ar, que atinge a marca dos 13%. “Como a umidade está baixa, nós experienciamos um desconforto térmico menor”, afirma.

Isabella Guasti

Jornalista graduada pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2022 e também de reportagem premiada pelo Sebrae Minas em 2023.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ