Kalil diz ser ‘candidato natural’ às eleições para o Governo de Minas Gerais

alexandre-kalil
Alexandre Kalil comentou sobre candidatura em coletiva a respeito do balanço de BH (Asafe Alcântara/BHAZ)

O prefeito Alexandre Kalil (PSD) afirmou que é candidato natural ao Governo de Minas Gerais, em coletiva realizada na manhã desta terça-feira (21). O chefe do Executivo Municipal fez um balanço anual da PBH (Prefeitura de Belo Horizonte), e comentou sobre sua candidatura ao governo estadual. Apesar disso, o mandatário pontuou que sua preocupação agora é com a capital.

Kalil justificou que sua preocupação atual com Belo Horizonte se dá pela pandemia da Covid-19. “Acho que pela pandemia, pela fome, pelo gás, pelo transporte público, pela saúde, eu, agora, estou focado na nossa cidade. Na minha cidade. Na cidade em que fui eleito para tomar conta”, disse.

“E vai ter hora. O prefeito de Belo Horizonte é candidato natural ao Governo de Minas? Sim, sim. É candidato natural, mas, por enquanto, estou sentado na minha cadeira, preocupado, agora, neste exato momento, com nove UPAs, com a paralisação, o blecaute ou colapso do transporte público e com a chuva”.

‘Estou preocupado com a cidade’

O político apontou estar preocupado com a cidade e, por isso, ainda não está investindo energias em sua candidatura ao Governo de Minas. Além disso, Alexandre Kalil assegurou que deixará a cadeira de prefeito em boas mãos quando estiver concorrendo a governador do estado.

Isso porque, para se candidatar, Kalil deve seguir as regras do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e se desincompatibilizar do cargo de prefeito seis meses antes das eleições para governador. Em outras palavras, o mandatário deve se afastar do seu atual cargo para não utilizá-lo em benefício próprio durante a eleição.

“Tenho duas coisas a fazer: ou eu tiro isso da minha cabeça ou eu largo a cadeira de prefeito para outro pensar nisso. Mas ninguém pode pensar em coisa diferente se está preocupado com a cidade. Nós estamos preocupados com a cidade e vamos trabalhar pela cidade”, garantiu Kalil.

“E Fiquem tranquilos: se o prefeito resolver sair para concorrer ao Governo de Minas, não há como ele fazer isso sem a população saber. E deixando a Prefeitura olhada, com gente tomando conta”, acrescentou.

2021 melhor do que 2020

Ainda na entrevista coletiva, o Executivo Municipal afirmou que o ano de 2021 foi muito melhor para Belo Horizonte em relação a 2020, e disse que a principal diferença foi a vacina. “Em 2020 nós estávamos orando e nos protegendo, e em 2021 nós tivemos a vacina que depende do nosso braço”

“Foi um ano melhor porque a população se protegeu cientificamente, com medicamento, o que antes era só isolamento e cuidado. Hoje continua isolamento e cuidado, mais a proteção da vacina”. Já quanto ao ano de 2022, Kalil se demonstrou otimista.

Segundo o prefeito, a cidade entrará no próximo ano colhendo os frutos da reabertura total do comércio e com a volta do turismo. “Bom não está, nós sabemos, está muito ruim, mas todos nós temos que guardar um pouco de indignação com tudo o que está acontecendo com esse povo”.

“Tem muita gente sofrendo, e tem muita gente que vai passar o Natal sem comida, e isso é muito grave, gente”. Kalil acrescentou que “se todos os governantes tivermos a sensibilidade e a empatia de saber o que o povo está passando, eu acho que juntos podemos amenizar um pouco esse atoleiro que enfiaram o nosso país”.

Edição: Roberth Costa
Andreza Mirandaandreza.miranda@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários