Metrô a R$ 4,50: CBTU volta atrás e confirma aumento a partir de amanhã

Metrô
Em menos de um ano, o preço passou de R$ 2,40 para R$ 4,25 (Amanda Dias/BHAZ)

Usuários do metrô de BH já podem colocar a mão no bolso. A CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos voltou atrás na decisão de suspender o reajuste da tarifa cobrada para o transporte e confirmou o aumento no bilhete. A partir deste domingo (21), o passe custará R$ 4,50. O valor é 5,9% mais caro do que é praticado atualmente.

O pedido de adiamento tinha sido feito pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Depois de confirmar a prorrogação, a companhia anunciou hoje (20) que o pedido foi rejeitado pelo Conselho de Administração. A CBTU alegou que os órgãos de gestão da empresa estavam “sensíveis à situação”, mas que não foi possível acatar o pedido.

A proposta considerou, de acordo com a companhia, o aumento das medidas restritivas decretadas pelos estados em razão da pandemia de Covid-19 e seus impactos econômicos e sociais. A CBTU ainda informou que foi considerado “a programação orçamentária e financeira da Companhia e o arcabouço legal existente” (leia abaixo nota na íntegra).

Com o aumento, o metrô de BH fica mais caro pela sétima vez em menos de dois anos. Além de Belo Horizonte, Recife, Natal, Maceió e João Pessoa vão ter aumento no preço do bilhete. Pernambuco solicitou o adiamento, mas o pedido também foi recusado. Segundo a companhia, na capital mineira, “os reajustes são inferiores aos 9% de inflação acumulada desde a aprovação do último reajuste” e “iguala a tarifa do sistema de metrô ao valor que era praticado pelo BT (Move)”.

Mais aumento

Andar de metrô ficou mais caro desde maio de 2019, quando começou uma série de aumentos no valor da tarifa. Em menos de um ano, o preço passou de R$ 2,40 para R$ 4,25. Agora, o usuário vai ter que desembolsar mais R$ 0,25 para andar no transporte coletivo da capital. Este será o sétimo reajuste enfrentando pelo cidadão. Veja a evolução do bilhete de metrô:

  • Maio de 2019 – R$ 2,40
  • Julho de 2019 – R$ 2,90
  • Setembro de 2019 – R$ 3,40
  • Novembro de 2019 – R$ 3,70
  • Janeiro de 2020 – R$ 4
  • Março de 2020 – R$ 4,25
  • Março de 2021 – R$ 4,50

O metrô de BH está circulando em horário reduzido, devido ao decreto municipal que fechou o comércio não essencial. Desde quarta-feira da semana passada, os trens circulam das 5h40 às 21h, com todas as 19 estações abertas à população.

Nota CBTU

“Após solicitação do Ministro do Desenvolvimento Regional, sr. Rogério Marinho, a Diretoria da CBTU encaminhou ao Conselho de Administração proposição de adiamento do reajuste tarifário programado para 20/03/2021 nas praças de Pernambuco e Minas Gerais.
A proposta considerou o aumento das medidas restritivas decretadas pelos estados em razão da Pandemia de Covid-19 e seus impactos econômicos e sociais.

Durante a apreciação do pedido, em reunião ocorrida nesta 6ª feira, 19/03/2021, e muito embora os órgãos de gestão da Empresa estivessem sensíveis à situação, não foi possível acatar o pedido de adiamento, considerando-se a programação orçamentária e financeira da Companhia e o arcabouço legal existente”.

Edição: Roberth Costa

Comentários