Com fim da greve, metrô de BH volta a funcionar nos horários de pico nesta segunda

metro bh
Desde o início da greve, em 21 de março, os trens circulam em escala mínima – entre 10h e 17h – na capital mineira (Henrique Coelho/BHAZ)

Depois de passarem mais de 40 dias trabalhando em horário reduzido, os metroviários de Belo Horizonte decidiram suspender a greve na capital mineira. Com a decisão, a partir desta segunda-feira (2), os trens votarão a circular normalmente nos horários de pico. Essa foi a mais longa paralisação da categoria desde que o serviço começou a operar em BH. 

Desde o início da greve, em 21 de março, os trens circulam em escala mínima – entre 10h e 17h – na capital mineira. Representada pelo Sindimetro-MG (Sindicato dos Metroviários de Minas Gerais), a categoria faz reivindicações contra a privatização do metrô.

“A suspensão da greve não significa o fim da luta. Nem sequer está colocado em questão que a greve poderá continuar pela garantia do emprego dos trabalhadores. A greve foi suspensa diante de um contexto em que os metroviários veem como positivo sentar e conversar com os representantes do governo”, declarou a categoria, em nota.

‘Greve para garantir empregos’

Os metroviários reafirmam, ainda, que essa não foi uma greve por reajuste salarial ou por melhorias nas condições de trabalho. “Foi uma greve para garantir os empregos, afinal de contas, [os metroviários] entraram na empresa via concurso público”, explica o Sindimetro-MG.

A decisão de interromper a greve foi tomada durante assembleia realizada ontem (30), na Praça da Estação. De acordo com o sindicato, a paralisação pode ser retomada “se a promessa de negociar não for mantida” por parte do Governo Federal.

Impactos

Na sexta-feira (29), a greve dos metroviários completou 40 dias e se tornou a maior da história de Belo Horizonte. O processo de desestatização do serviço está sendo conduzido pelos Ministérios da Economia e do Desenvolvimento Regional. 

Os metroviários estudam a possibilidade de transferência para outras unidades da companhia, já que a CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) também possui sistemas de transporte em Natal, Recife, Maceió, João Pessoa e a Administração Central, situada em Brasília.

A companhia transporta cerca de 100 mil usuários e aproximadamente 70 mil passageiros são prejudicados, por dia útil. Confira o número de usuários que fizeram uso do metrô na última semana, de acordo com a CBTU:

DiaDataDia da semanaNúmero de usuários que utilizaram o metrô
31°20/04Quarta32.916
32°21/04Quinta (feriado)12.107
33°22/04Sexta24.863
34°23/04Sábado17.576
35°24/04domingo10.614
36°25/04segunda32.024
37°26/04terça31.899
38°27/04quarta32.009
39°28/04quinta31.204
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog.

Comentários