Pesquisar
Close this search box.

Estudante de Contagem que descobriu asteroide pede ajuda para conseguir fazer curso da Nasa

Por

estudante asteroide
Laysa tem 18 anos de idade e é estudante de física na UFMG (Laysa Lage/Arquivo Pessoal)

Imagina ter 18 anos e conseguir passar dos limites da Terra e descobrir nada menos que um asteroide no vasto sistema solar? Se não está fácil para você, imagina para os primos da estudante Laysa Peixoto Sena Lage – que não só realizou a proeza de descobrir um asteroide, mas também já fez um curso da Nasa (Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço) e pretende participar de outro.

O BHAZ conversou com a estudante, que está cursando o segundo período de física na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e já faz sucesso com sua nova descoberta. Foi em agosto deste ano que Laysa, que mora em Contagem, na Grande BH, descobriu o LPS0003, um asteroide batizado provisoriamente com as iniciais de seu nome.

‘Legado das mulheres’

Estudante de escola pública, Laysa diz que a conquista é um grande passo para a astronomia. “Me sinto honrada em poder contribuir e representar as mulheres do país, as pesquisadoras brasileiras são fantásticas e estão realizando um trabalho incrível. Todas as mulheres que passam pela ciência deixam um legado, e eu espero um dia contribuir como elas”, diz Laysa.

Com tanto talento, Laysa decidiu se inscrever no projeto “caça a asteroides” da Nasa, em parceria com a The International Astronomical Search Collaboration. Desde fevereiro, a estudante vem monitorando o sistema solar, mas foi só em agosto que a boa notícia de que um novo asteroide foi encontrado veio para abrilhantar ainda mais a carreira da jovem.

Estudante mostra certificado recebido após a descoberta (Laysa Lage/Arquivo Pessoal)

Apoie a ciência e as mulheres

A estudante agora vai precisar de uma forcinha extra para conseguir dar mais um passo importante em sua carreira. “Quero realizar um outro curso da Nasa que se chama Advance Space Academy e também analisar estrelas para saber se há planetas em torno delas”, conta.

Laysa lançou recentemente uma ‘vaquinha online’ para conseguir arrecadar fundos para custear seu sonho. Ela explica que o curso simula um treinamento espacial, ou seja, um treinamento de astronauta.

“Quem participa recebe todas as instruções dos engenheiros da Nasa, e é uma experiência fantástica nessa área. Mas como ainda não tenho recursos financeiros, fiz uma vaquinha para a galera ajudar”, conta.

Vamos ajudar?

Para ajudar a alavancar o sonho da jovem, basta acessar o site da vaquinha e contribuir com qualquer valor.

Jordânia Andrade

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ