Pesquisar
Close this search box.

Mineirão ganha cores da bandeira LGBT; ação é inédita em estádios do Brasil

Por

Agência i7/Mineirão

Como forma de lembrar os desafios e lutas que marcam o Dia Internacional do Orgulho LGBT, celebrado nesta quarta-feira (28), a fachada do Mineirão foi iluminada com as cores da bandeira LGBT. O estádio que fica na Pampulha é o primeiro do Brasil a realizar a iniciativa.

Principal palco do futebol em Minas Gerais, o Gigante da Pampulha apoiou a ação idealizada pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania. Outros monumentos da cidade, como o auditório Juscelino Kubitschek, na Cidade Administrativa, e o Espaço do Conhecimento UFMG, na Praça da Liberdade, também foram iluminados para chamar a atenção para a causa de um público que ainda sofre muito com a violência e intolerância.

Pioneiro

É a primeira vez que um estádio de futebol no Brasil apoia uma ação em homenagem e respeito à diversidade de gênero e à cidadania LGBT. Para a gerente de Relações Institucionais do Mineirão, Ludmila Ximenes, essa ação marca o pioneirismo do principal palco do futebol mineiro em abrir espaço para uma discussão tão importante, porém ainda retraída no futebol. “O Mineirão tem uma relevância histórica por ser um monumento da cidade e principal casa do futebol mineiro. Quando fomos procurados pela Secretaria de Direitos Humanos entendemos a visibilidade que o estádio traria para uma ação tão respeitável e que precisa ser discutida”, disse.

Agência i7/Mineirão

Preconceito nos estádios

Embora no Brasil não existam dados concretos sobre casos de agressão motivados pela orientação sexual ou de gênero em estádios de futebol é inegável que, infelizmente, o ambiente do esporte mais popular do planeta ainda é hostil com o público LGBT.

O secretário de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania, Nilmário Miranda, destaca a participação do Gigante da Pampulha na ação. “Trata-se de um ato simbólico de grande importância, pois estádios de futebol têm sido palco de frequentes de episódios de LGBTfobia. Com esse gesto, o Mineirão demonstra que rejeita a LGBTfobia, o preconceito e qualquer outra discriminação contra o ser humano. Esse é o caminho para a construção de uma sociedade na qual as pessoas são livres e iguais em direitos”, finaliza.

Agência i7/Mineirão

Vitor Fernandes

Sub-editor, no BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva do Portal UOL. Com reportagens vencedoras nos prêmios CDL (2018, 2019, 2020 e 2022), Sindibel (2019), Sebrae (2021) e Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (2021).

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ