Mulher acorda e ‘dá de cara’ com ajudante de obra a filmando pela janela no bairro Cidade Nova

Reprodução/Arquivo Pessoal

Uma publicitária acordou e teve uma surpresa infeliz: um homem estava parado em sua janela com um celular na mão, aparentemente, a fotografando ou filmando enquanto ela dormia. Devido ao seu uniforme, o assediador seria um dos trabalhadores da construção em frente ao apartamento da mulher. A situação, que aconteceu por volta das 6h20 da manhã desta quarta-feira (26), deixou a publicitária extremamente assustada, o que rendeu um registro de Boletim de Ocorrência na Polícia Militar.

Segundo a comunicadora, de 27 anos, ela costuma deixar a janela fechada porque já vem recebendo recorrentes assédios dos trabalhadores da obra, que fica do outro lado da rua. “Eles agem geralmente em grupo”, afirmou ao Bhaz. Entretanto, devido ao calor que fazia durante esta madrugada, ela decidiu dormir com a janela aberta. “Normalmente não acordo esse horário. Na verdade, nem era pra ter ninguém a essa hora na obra. Acordei porque estava com a sensação de que estava sendo observada”.

A publicitária mudou-se para o prédio no bairro Cidade Nova, região Nordeste de Belo Horizonte, com a mãe há oito meses e, desde então, elas vêm recebendo comentários vulgares dos trabalhadores da construção. “Falam obscenidades olhando para nossa cara, cantam músicas obscenas, já fizeram vários comentários sobre o meu corpo”.

O assédio diário fez com que ela fizesse diversas reclamações à polícia. No entanto, como desta vez a ação foi mais invasiva, uma viatura foi até o local para checar o fato. Como ela não sabe exatamente quem era o pervertido – já que ele saiu correndo logo que a viu acordando – não foi possível fazer nada a respeito.

Segundo a publicitária, a polícia foi até o local e conversou com o encarregado, sem sucesso. Posteriormente, ela também se dirigiu até a obra para cobrar uma providência dos responsáveis pelo empreendimento. “Quando passa o susto a gente fica com raiva”. Contudo, ela afirma não ter recebido nem ao menos um pedido de desculpas.

“É desesperador! Eu passei alguns minutos sentado na minha cama sem saber o que eu fazia. Estou dentro da minha casa, ninguém espera que isso aconteça com você dormindo dentro da sua casa”. Agora, a publicitária pretende entrar com um processo contra a construtora.

A reportagem entrou em contato com o engenheiro responsável pela obra, Jorge Camarano Caram, mas não obteve resposta sobre o assunto.

Jéssica Munhoz

Jessica Munhoz é redatora do Portal Bhaz e responsável pela seção Cultura de Rua.