Mulher que esfaqueou crianças em escolinha tentou atacar neto no dia anterior

Reprodução

A mulher de 55 anos responsável por esfaquear duas crianças na manhã desta sexta-feira (16) dentro de uma escolinha no bairro Santa Mônica, na região da Pampulha, já havia tentado atacar o neto, filho da proprietária da creche, na quinta-feira (15). Segundo a família, a mulher tem problemas psicológicos e foi até o local com a pretensão de atacar uma funcionária.

Segundo a Polícia Militar, a autora do crime é moradora do interior de Minas e está há dois meses na Capital para realização de tratamento médico. Ela é usuária de medicamentos controlados e está hospedada na casa da filha, que é dona da escolinha.

No dia anterior do ataque aos irmãos de 2 e 4 anos, ela foi encaminhada ao Centro de Referência de Saúde Mental (Cersam), devido a tentativa de esfaquear o neto após um surto psicótico.

Posteriormente ao ataque contra o neto, a mulher retornou para casa com a família, que escondeu todas as facas presentes no local. Segundo relato da filha, no dia seguinte ela teria pego escondido as chaves da escolinha, adquirido uma faca na rua e ido até o local sem o conhecimento de ninguém. Como ela não obteve êxito ao direcionar as facadas contra a funcionária, acabou atingindo as crianças.

A ocorrência foi registrada como tentativa de homicídio. A faca utilizada no crime foi apreendida.

Segundo informações da polícia, os ferimentos das crianças foram superficiais e elas não correm risco de morrer.

Jéssica Munhoz

Jessica Munhoz é redatora do Portal Bhaz e responsável pela seção Cultura de Rua.