Pesquisar
Close this search box.

Pastor de BH é criticado por vídeo em que diz ter beijado a filha na boca; jovem se pronuncia

Por

pastor bh beijo na boca da filha
Pastor Lucinho é criticado por fala durante pregação (Reprodução/YouTube)

O pastor Lucinho, da Igreja Lagoinha de BH, recebe críticas nas redes sociais nesta quinta-feira (2) por conta de um vídeo em que diz ter beijado a filha na boca. A repercussão do assunto é tanta que a filha dele se pronunciou em vídeo (veja abaixo).

A página Brasil Fede Covid, no Instagram, divulgou o trecho da pregação questionando o comportamento de Lucinho com a filha. O vídeo completo em que o pastor prega ao lado do filho, Davi, está disponível há 13 dias no canal do YouTube de Lucinho.

“Eu peguei minha filha um dia, dei beijo nela, falei que amava ela. Ela passava eu falava, ‘nossa, que mulherão, ai se eu te pego’. Aí, ela falou assim: ‘credo, pai, você já é da mamãe’, aí dava beijo nela. Um dia ela distraiu assim, eu dei um beijo na boca dela, ela: ‘que isso pai?’. Eu falei assim: ‘quando eu encontrar seu namorado eu vou falar assim, você é o segundo, eu já beijei”, diz ele no trecho que viraliza na web.

Assista ao vídeo abaixo:

No vídeo original da pregação, Lucinho continua dizendo ter uma relação forte com a filha. “Aí, sabe o que acontece? A minha filha tem uma relação muito forte comigo, me ama. Quem me ouve falar uma coisa dessa aqui pensa besteira, quem tem mente suja pensa coisa suja, mas quem sabe de pureza, sabe do que eu tô falando aqui”, continua.

No vídeo abaixo, é possível ver o momento da fala do pastor a partir do minuto 21:

Filha de pastor se pronuncia

Após a repercussão do vídeo, Emily Barreto, a filha do pastor Lucinha, se pronunciou por meio do Instagram. Nas imagens, ela diz que o pai e o irmão ministravam um culto em uma conferência de homens. Segundo Emily, as pessoas “cortaram e fizeram simplesmente loucuras com o trecho” do vídeo.

A jovem conta ainda que o pai é a maior inspiração dela e nega que tenha sido abusada ou beijada de língua pelo pastor, o que, segundo ela, é dito nas redes sociais. “Pegaram para falar que meu pai abusou de mim, que ele beijava minha boca de língua, meu pai nunca me beijou, sempre me deu uma figura paterna maravilhosa, sempre me ajudou, sempre me colocou lá em cima. No máximo selinho de pai, mãe ali, quando a gente é criança”, diz ela.

“Nunca aconteceu nada do tipo, tiraram a fala totalmente do contexto, não estou sendo coagida a nada, meu pai é a maior figura de inspiração que tenho, tudo que tenho devo a meu pai. Quis passar aqui para me pronunciar sobre esse absurdo, totalmente fora do contexto, maldoso e que nunca existiu nada”, completa. Veja o pronunciamento:

O BHAZ fez contato com a Igreja Batista da Lagoinha em busca de contato com o pastor Lucinho. Questionou também se é interesse da igreja se pronunciar a respeito do assunto. O texto será atualizado tão logo uma resposta seja recebida.

Roberth R Costa

De estagiário a redator, produtor, repórter e, desde 2021, coordenador da equipe de redação do BHAZ. Participou do processo de criação do portal em 2012; são 11 anos de aprendizado contínuo. Formado em Publicidade e Propaganda e aventureiro do ‘DDJ’ (Data Driven Journalism). Junto da equipe acumula 10 premiações por reportagens com o ‘DNA’ do BHAZ.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ