Polícia Civil indicia massagista por importunação sexual contra três mulheres em BH

massagem
Suspeito praticou importunação sexual contra três mulheres na capital mineira (IMAGEM ILUSTRATIVA: Banco de Imagens/Envato)

A Polícia Civil indiciou, nesta quarta-feira (22), um massagista de 52 anos por importunação sexual contra três mulheres em Belo Horizonte. As denúncias foram registradas em maio deste ano.

Desde o registro dos fatos, as investigações são conduzidas pela Delegacia Especializada em Investigação à Violência Sexual. Segundo a delegada responsável pelo caso, Cristiana Angelini, alguns abusos ocorreram em 2020. Isso não impediu o indiciamento do suspeito.

“Mesmo com fatos acontecidos há dois anos, foi possível produzir provas suficientes para o indiciamento do suspeito. Importante lembrar que o crime de importunação sexual foi incluído no Código Penal em 2018, portanto, para fatos anteriores a 2018, aplica-se a lei de contravenção penal”, afirma a chefe de polícia.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o massagista aguarda o andamento do processo em liberdade. Mais informações sobre o caso não podem ser repassadas para não atrapalhar o processo.

Com PCMG

Edição: Vitor Fernandes
Nicole Vasquesnicole.vasques@bhaz.com.br

Graduanda em Jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2022.

Comentários