Preso suspeito de tentar matar frentista na Grande BH; vítima teve perna amputada

Coletiva Polícia Civil
O suspeito contabiliza 24 boletins de ocorrência no período entre 2007 e 2020 (Polícia Civil/Divulgação)

Um homem de 30 anos foi preso preventivamente suspeito de tentar matar um frentista de um posto de combustíveis de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. O investigado foi localizado pela Polícia Civil na cidade de Carmópolis de Minas, região Centro-Oeste do estado, na última quinta-feira (17).

De acordo com a delegada Bianca Prado, no dia do crime, o suspeito teria solicitado o abastecimento do veículo dele e desejava pagar R$ 10 em dinheiro e o mesmo valor a prazo. O frentista explicou que o posto não trabalhava com essa forma de pagamento e o orientou a falar com o funcionário do caixa. O homem se negou e começou a discutir com o o funcionário.

“O suspeito, então, entra no carro, pega um bastão de madeira, de aproximadamente 40 centímetros e cheio de pregos, e tenta agredir o caixa. Utilizando um banco, o caixa começa a revidar a agressão”, conta a delegada. Segundo Bianca Prado, o investigado, por duas vezes, chegou a sair do posto e retornar, tentando atropelar o funcionário do caixa. Da segunda vez, o frentista foi atingido e teve uma perna amputada.

Horas após o atropelamento, o investigado ainda abandonou o carro em frente à casa da vítima. “Foi quando conseguimos apreender o veículo e temos a certeza de que foi uma maneira de o suspeito realmente estar ameaçando, exigindo o sigilo por parte da vítima e da família dela”, observa a delegada.

Extensa ficha criminal

Com a apuração, a equipe identificou o suspeito que contabiliza 24 boletins de ocorrência no período entre 2007 e 2020, ano em que aconteceu a tentativa de homicídio. Nos registros, também havia outro mandado de prisão em aberto, referente a outro homicídio tentado, em 2019. “É uma pessoa sem habilitação, mas que tem nada mais que 13 ocorrências de trânsito, entre elas embriaguez ao volante, direção perigosa e diversas vezes velocidade acima do permitido”, descreve Bianca Prado.

A delegada explica que há registros por outros crimes similares ao ocorrido no posto de combustíveis. “Em 2014, saindo de uma cavalgada em Jaboticatubas, ele agride um pai e uma criança de 11 anos com uma garrafada, entra no carro, atropela diversas pessoas, bate em outro veículo, lesiona outra criança e ele mesmo se lesiona”, detalha.

Além dos crimes de trânsito, o homem também tem registros por tráfico de drogas, disparos de arma de fogo contra policiais e violência doméstica contra a companheira, que foi agredida com chutes quando estava grávida.

O investigado foi preso no local em que estava prestando serviço de vigia. Após o cumprimento do mandado, o homem foi encaminhado ao sistema prisional e está à disposição da Justiça.

Edição: Roberth Costa
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog.

Comentários