Pesquisar
Close this search box.

Conselho do MP vai investigar promotor que chamou advogada de ‘galinha garnisé’ em BH

Por

francisco santiago

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) anunciou que vai investigar o promotor de Justiça Francisco Santiago, por suspeita de chamar uma advogada de “galinha garnisé”, durante uma sessão de júri, em março deste ano. Francisco ainda afirmou que a mulher faria “striptease” no local.

De acordo com o CNMP, Francisco não respeitou os “deveres funcionais de desempenhar com zelo e presteza suas funções; manter ilibada conduta pública e particular; tratar com urbanidade magistrados, advogados, partes, testemunhas, funcionários e auxiliares da Justiça; assim como zelar pelo prestígio da Justiça, por suas prerrogativas e pela dignidade de suas funções”.

O próximo passo é que o procedimento que investiga Francisco seja distribuído a um conselheiro relator. O prazo para a conclusão é de 90 dias. A reportagem tenta contato com ele para um posicionamento.

Francisco Santiago é um dos promotores mais conhecidos de Minas Gerais. Ele já participou de casos com grande repercussão, como o envolvendo a agressão do ex-cunhado da apresentadora Ana Hickmann.

Afastamento e investigação

Ao BHAZ, na época, a advogada Sarah Quinetti disse que quatro advogados homens defendiam o réu, e ela, sozinha, defendendo o corréu. Desde o início do julgamento, ela diz ter percebido que o promotor a tratava com diferença por ela ser mulher. Segundo Sarah, no momento da tréplica, Francisco Santiago teria interrompido sua fala e começado a ofendê-la.

“Foi a minha vez de debater e eu estava explicando para os jurados a minha tese final de defesa. Foi quando ele começou a piorar as ofensas, momento em que ele me faz uma pergunta, me interrompe e eu disse a ele que ele tava me atrapalhando e ele diz o seguinte: ‘você tá igual uma galinha garnisé’, ‘você é uma galinha garnisé’”, disse ela.

Ainda de acordo com a advogada, o promotor perguntou se ela faria um “striptease”. Quando as ofensas se intensificaram, Sarah pegou o celular para gravar. No vídeo, é possível ver uma discussão entre os dois e Francisco chama a advogada de “histérica”.

As falas do promotor foram registradas da ata da audiência. O julgamento foi adiado para o dia 5 de julho, e o promotor não vai participar. Até o momento, ele não se manifestou sobre o assunto.

João Lages

Repórter no BHAZ desde setembro de 2023. Jornalista com 4 anos de experiência em veículos de comunicação. Fez cobertura de casos que têm relevância nacional e internacional. Com passagem pela RecordTV Minas, também foi produtor e editor de textos na Record News.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ