Suspeito de aliciar crianças de BH através do Facebook é investigado pela polícia

Reprodução

Um homem foi apontado nessa quarta-feira (7) suspeito de assediar uma criança de 10 anos através do Facebook. A família registrou a ocorrência na Polícia Civil e também publicou na rede social as cópias da conversa que o sujeito teve com a menina. No diálogo, o suspeito, de 25 anos, faz propostas sexuais à criança. Uma das perguntas é se ela deseja ver uma foto do seu pênis e como é a calcinha que ela está vestindo. O homem também registrou um boletim, afirmando ser vítima de calúnia.

O Bhaz entrou em contato com a família da criança, que pediu sigilo sobre a identidade dos envolvidos. A irmã, de 19 anos, foi a responsável por denunciá-lo nas redes sociais. Em sua publicação, ela conta que já havia sido assediada pelo mesmo homem antes, e que quando viu ele chamando sua irmã menor para conversar no bate-papo estranhou a situação. Ela o conheceu há cerca de sete anos, quando estudaram na mesma escola, no bairro Santa Branca, na região da Pampulha.

A jovem então pediu para que o namorado se passasse pela irmã na conversa. No diálogo, o homem enviou para a criança várias mensagens de caráter erótico como “você já viu um pênis?”, “como é a sua calcinha?” e “tô com um tesão”. Ele ainda pede para que ela não conte para ninguém sobre a conversa pois as pessoas poderiam achar “estranho”.

Reprodução

Reprodução

whatsapp-image-2016-09-08-at-12-55-23-1

 

Após compartilhar os prints no Facebook, a jovem conta que foi procurada por diversas pessoas que contaram também ter sido assediadas pelo mesmo suspeito. De acordo com as supostas vítimas, o acusado costumava procurá-las com esse tipo de conversa há algum tempo, inclusive em outras redes sociais já extintas como Orkut e MSN. Aparentemente, o suspeito teria uma preferência por meninas na fase pré-adolescente. “Ele, pelo visto, tenta iludir as meninas”, comentou o cunhado da criança.

Muitas meninas encaminharam cópias da conversa para contribuir com a denúncia. A família apresentou as provas para a Polícia Civil, que está investigando o caso.

0c351879-235d-4bad-a085-97b2b0e164d0

092b4403-6b8e-4ae3-997b-993de912cb95

6ec3d4fe-bc3b-457d-8d69-756e3abc7940

bc0c0d7d-ddac-437d-a32e-8f185a4f96f9

O compartilhamento da história provocou uma enxurrada de comentários e xingamentos no perfil do acusado, que decidiu desativar sua conta no Facebook. Nesta quinta-feira (8), o homem procurou a polícia e alegou que as acusações contra ele não são verdadeiras, acusando a família de calúnia e afirmando estar recebendo várias ameaças por conta disso.

61995df7-93db-49a8-ba44-9254450a87c9

 

Jéssica Munhoz

Jessica Munhoz é redatora do Portal Bhaz e responsável pela seção Cultura de Rua.