UFMG realiza pesquisa sobre a relação entre humanos e cachorros; saiba como participar

cachorro pessoa
Os participantes da pesquisa não precisam ter um animal em casa (Envato)

A Escola de Veterinária da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) está desenvolvendo uma pesquisa a fim de promover o bem-estar e a proteção contra maus-tratos a cachorros. Um questionário disponibilizado na internet está realizando a coleta de informações de forma anônima. Com o levantamento, os pesquisadores irão avaliar o conhecimento das pessoas a respeito dos cuidados com cães.

O estudo avalia o grau de conhecimento da população sobre bem-estar animal, guarda responsável e maus-tratos a cachorros. A avaliação poderá nortear programas de educação sobre o assunto. Segundo as pesquisadoras, a professora doutora Adriane Pimenta da Costa Val Bicalho, a professora doutora Camila Stefanie Fonseca de Oliveira e a mestranda Gabriela Ferreira Siano, os resultados fornecerão informações para a elaboração de ações de proteção e promoção do bem-estar animal para cães.

Como participar da pesquisa?

Para participar, não é necessário ter um animal, mas a pessoa precisa ser maior de 18 anos. O participante preencherá um questionário objetivo, previamente elaborado, constituído por questões cujos temas abordam informações pessoais e a forma como a pessoa pensa, sente e age no cotidiano. Não há, portanto, respostas certas ou erradas, importando apenas a opinião do entrevistado acerca do convívio e cuidados com cães.

O preenchimento é individual e com base no próprio ponto de vista. A participação é voluntária e o tempo para a finalização do questionário é de cerca de 10 minutos. O entrevistado pode desistir da sua participação em qualquer fase da pesquisa, seja antes ou depois da coleta dos dados, independente do motivo e sem nenhum prejuízo à pessoa. Os pesquisadores pedem, no entanto, que os entrevistados respondam todo o questionário, garantindo um melhor resultado para o estudo.

Ainda de acordo com os investigadores, todas as informações fornecidas pelo participante e os resultados obtidos serão mantidos em sigilo, sendo divulgados apenas em seminários acadêmicos, revistas científicas ou outros eventos científicos. Já a confidencialidade dos dados pessoais será preservada.

Para participar da pesquisa, clique aqui.

Edição: Vitor Fernandes

Comentários