Anvisa aprova medicamento em dose única diária contra HIV: ‘Pelo menos uma notícia boa’

novo medicamento hiv
Novo medicamento facilita adesão a tratamento contra HIV (IMAGEM ILUSTRATIVA/iStock + Arquivo/EBC)

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou um novo medicamento para o tratamento do HIV. Em dose única diária, apenas um comprimido, a medicação combina duas substâncias, a lamivudina e dolutegravir, e para a Anvisa é um avanço no tratamento contra o vírus.

A bula aprovada pela Anvisa aponta que o novo medicamento, chamado de Dovato, diminui a quantidade de HIV no organismo, mantendo em um nível considerado baixo.

Outra novidade é que o remédio promove o aumento da contagem de cédulas CD4, importantes na manutenção do sistema imune saudável e que ajuda a combater infecções. “A possibilidade de doses únicas simplifica o tratamento e a adesão de pacientes”, informou a Anvisa, por meio de nota.

Dovato: Indicação contra HIV

Adultos e adolescentes acima de 12 anos, que pesem pelo menos 40 quilos e sem histórico de tratamento antirretroviral prévio serão o alvo do Dovato. Pacientes com supressão virológica, ou seja, com baixa contagem, também poderão substituir o regime antirretroviral utilizado atualmente. O novo remédio agiará na infecção pelo vírus da imunodeficiência humana tipo 1 (HIV-1).

O registro foi concedido ao laboratório GlaxoSmithKline Brasil Ltda. que, segundo a Anvisa, apresentou estudos de eficácia e segurança com dados que sustentam as indicações autorizadas. A bula aprovada pode ser consultada aqui.

Repercussão

Nas redes sociais, internautas de diferentes partes do país comemoram a decisão de liberar o novo medicamento em dose única. Para alguns, é a melhor notícia do fim do ano, que entre outros acontecimentos, tem sido marcado pela pandemia de Covid-19 e os desdobramentos dela.

Com Agência Brasil

Roberth Costaroberth.costa@bhaz.com.br

Editor do BHAZ desde junho de 2018 e repórter desde 2014. Participou do processo de criação do portal em 2012. É formado em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Promove. Participou de reportagens premiadas pela CDL/BH em 2018, 2019 e 2020, além de figurar entre os finalistas do prêmio Sindibel, em 2019, e Sebrae de Jornalismo, em 2021.

Comentários