Carol Solberg, do vôlei de praia, volta a criticar Bolsonaro em discurso sobre Covid: ‘Me dói muito’

carol solberg
Atleta já havia sido punida por criticar o presidente e, mesmo assim, voltou a se posicionar (Reprodução/SporTV)

A atleta Carol Solberg aproveitou a vitória de mais uma etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia para mandar um recado importante sobre a situação da pandemia da Covid-19 no Brasil, nesse sábado (9). Em entrevista ao SporTV, ao lado da parceira Bárbara Seixas, ela se solidarizou com as famílias que perderam pessoas queridas para a doença e fez várias críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“A gente completou ontem 600 mil mortes pela Covid. Eu acho que os torneios não podem passar sem a gente estar falando sobre isso”, começou a atleta. Carol também relembrou as constantes atitudes de Bolsonaro em defesa do chamado “tratamento precoce” – medicamentos que não têm eficácia comprovada contra a Covid – e alertou: “Isso é muito sério. Me dói muito, sabe? Ver o Brasil representado por tudo isso”.

“A gente viu um presidente vetando essa semana a distribuição gratuita de absorventes para meninas em situação total de vulnerabilidade, então eu fico muito triste”, lamentou a atleta. Carol ainda reforçou o amor que tem pelo Brasil e explicou que, justamente por isso, “dói muito ver este momento”. Ela também reconheceu a importância de seu papel como atleta e de falar sobre a situação do país.

“Eu sou atleta, eu adoro estar aqui jogando, mas eu não entro em quadra e estou alheia a tudo que está acontecendo. Eu estou aqui como cidadã, como atleta, então tem sido um momento muito duro”, disse. Carol Solberg encerrou o discurso agradecendo pelo apoio da torcida e mandando um recado para milhares de brasileiros: “Toda a minha solidariedade às famílias que perderam seus amores, seus parceiros para essa coisa horrível da Covid”. Confira:

‘Viva a consciência de Carol Solberg’

Não demorou muito para o discurso da atleta repercutir nas redes sociais, deixando o nome dela entre os assuntos mais comentados do Twitter ao longo dessa madrugada e até o início deste domingo (10). Por lá, várias pessoas elogiaram a postura de Carol e se emocionaram com o posicionamento.

“Carol Solberg já foi punida pela própria confederação por ter feito um posicionamento político durante uma transmissão. Atletas homens fazem isso e fizeram pior e nada aconteceu. Mesmo após a punição, Carol não abaixou a cabeça para esse sistema corrupto e nojento. Eu amo essa mulher”, comentou um internauta.

“Viva a consciência de Carol Solberg. Que lucidez e coragem! Brilha no vôlei e bate um bolão na resistência democrática”, disse um segundo, enquanto outro comento: “Carol Solberg lembrando, mais uma vez, que o esporte não existe no vácuo, que não está alheio a tudo que estamos vivendo.

‘Fora, Bolsonaro’

Esta não é a primeira vez que Carol Solberg aproveita a visibilidade para criticar a condução do presidente na pandemia. Há um ano, ela chegou a ser punida pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) após dizer “Fora, Bolsonaro” durante uma entrevista semelhante, no fim de uma partida.

Na ocasião, ela foi condenada por três votos a dois, com base no artigo 191 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, por descumprir regulamento com multa convertida em advertência. Carol também foi proibida de voltar a se posicionar politicamente enquanto estiver praticando o esporte.

Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Editora do BHAZ desde julho de 2021 e repórter desde 2019. Graduada em jornalismo pela PUC Minas (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais). Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2021, além de figurar entre os finalistas do prêmio Sebrae de Jornalismo também em 2021.

Comentários