Cenário pós-7/9 terá mais polarização e instabilidade, prevê empresa de análise de risco

protesto Brasília
Análise da empresa de consultoria Control Risks avalia que atos de 7 de setembro trazem perigo de violência, mas que o futuro será pior (Arthur Menescal/Especial Metrópoles)

A ansiedade do brasileiros, gostem ou não do governo federal, está em alta, à espera do que vai acontecer no próximo dia 7 de setembro, em uma vitória do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em agendar o debate público. Mesmo com acontecimentos do feriado da Independência, porém, nada indica que a conjuntura pode melhorar, sob qualquer perspectiva, segundo avaliação da empresa de consultoria Control Risks. A companhia faz análise de risco em todos os continentes e tem dito a seus clientes que o panorama brasileiro é incerto. “E empresários e investidores não gostam de trabalhar em cenário de incerteza”, afirma Mário Braga, analista sênior da companhia, em entrevista ao Metrópoles.

Os níveis de polarização e instabilidade política devem continuar a subir no país, ainda que os atos de 7 de setembro ocorram de maneira “majoritariamente” pacífica, conforme o parecer de Braga. Para o especialista, além da deterioração política, problemas com impacto direto na vida das pessoas deverão se impor e empurrar Bolsonaro ainda mais para a radicalização.

“O contexto é de baixa popularidade do presidente, de queda nas intenções de voto em pesquisas eleitorais, aliado a um cenário de aumento da inflação, desemprego em patamares elevados e crise energética que pode se agravar”, enumera. “A percepção do eleitorado em relação ao presidente também deve ser afetada negativamente com a pandemia e com os desdobramentos da CPI da Covid-19, em termos de corrupção, que era uma das grandes bandeiras dele”, completa o analista, explicando a razão do horizonte para os próximos meses ser de pessimismo.

Leia a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do BHAZ.

Metrópoles

O Metrópoles é um veículo de comunicação ágil, com linguagem acessível e totalmente focada no digital. Informar, escutar, interagir, debater, denunciar, diversificar, entreter e prestar serviço à sociedade do Distrito Federal e do país são especialidades do portal.

Comentários