Criticado por Bolsonaro na ONU, passaporte da vacina é realidade em 211 cidades do país

comprovante vacina covid
Presidente disse ser contra exigência. Comprovante é cobrado em capitais, como SP e Rio, para acesso a locais de uso coletivo (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Criticada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem parido) na Organização das Nações Unidas (ONU), a exigência de que seja comprovada a vacinação contra Covid-19, popularmente chamada de “passaporte da vacina”, é realidade em ao menos 211 cidades brasileiras. O dado é da Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Na prática, o documento é necessário para quem quer ter acesso a eventos, shoppings, restaurantes, shows, academia e outros espaços de uso comum. O certificado, normalmente digital, é obtido por aplicativo ou emitido pelo site das prefeituras.

Capitais, como São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, já cobram o documento. Alguns destinos turísticos, como é o caso de Fernando de Noronha (PE), também exigem o comprovante.

Leia a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do BHAZ.

Metrópoles
Metrópoles

O Metrópoles é um veículo de comunicação ágil, com linguagem acessível e totalmente focada no digital. Informar, escutar, interagir, debater, denunciar, diversificar, entreter e prestar serviço à sociedade do Distrito Federal e do país são especialidades do portal.

Comentários