Delação de Delcídio revela que Dilma interferiu na Lava-Jato

delcidio amaral
Beto Barata/Agência Senado

A revista “ISTO É” publicou, nesta quinta-feira (3), a delação do senador Delcídio Amaral declarando que a presidente Dilma Rousseff teria interferido nas investigações da Operação Lava Jato e que Lula seria o mandante dos pagamentos à família de Cerveró.

De acordo com a revista, a presidente conversou com auxiliares e nomeou ministros para tribunais superiores – principalmente o STJ (Superior Tribunal de Justiça) – favoráveis às teses das defesas de acusados, em uma tentativa de ajudar empreiteiras e políticos alvos da Operação, segundo o senador.

Delcídio disse ainda que Lula e Antonio Palocci, ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil, em meados de 2006, articularam o pagamento de R$ 220 milhões a Marcos Valério para que ele se calasse sobre o mensalão.

Delcídio foi preso na Operação Lava Jato em 25 de novembro de 2015 e solto há menos de um mês, mas antes prestou depoimento a PF (Polícia Federal)

A revelações do senador ocupam cerca de 400 páginas e formam o mais explosivo relato até agora revelado sobre o maior esquema de corrupção no Brasil – e outros escândalos que abalaram a República, como o mensalão.

Na matéria da “ISTO É” há anexos de documentos que comprovam a influência da Presidente Dilma e, também, do ex-presidente Lula, nas investigações. Leia na íntegra AQUI.

Avatar
Jéssica Munhoz

Jessica Munhoz é redatora do Portal Bhaz e responsável pela seção Cultura de Rua.