Enem 2016: PF deflagra operações contra fraudes em MG e outros 7 estados

Reprodução/EBC

 


Tentativas de fraudar resultados no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) levaram a Polícia Federal (PF) a deflagrar, na tarde deste domingo (6), duas operações. As investigações tiveram como alvo esquemas com atuação em Minas Gerais e em outros sete estados do Norte e Nordeste do país.

No total, foram cumpridos 28 mandados judiciais — sendo quatro de prisão temporária, quatro de condução coercitiva, 15 de busca e apreensão e cinco mandados de sequestro de bens — expedidos pela Justiça Federal de Montes Claros (Norte de Minas). As investigações foram feitas com o auxílio do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e do Ministério Público Federal.

Operações

Policiais federais cumpriram seis mandados judiciais em Montes Claros, no Norte de Minas, como resutado da operação “Embuste”.

Já na operação “Jogo Limpo”, foram cumpridos 22 mandados de busca e apreensão, nos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Paraíba, Tocantins, Amapá e Pará. Segundo a PF, foram identificadas 22 pessoas que teriam apresentado respostas suspeitas de fraude, a partir da análise de gabaritos apresentados em anos anteriores.

Confirmada a fraude, os investigados poderão responder pelos crimes de estelionato, cuja pena é reclusão de um a cinco anos e multa; uso de documento falso; fraude em certame de interesse público, cuja pena é reclusão de um a quatro anos e multa; e crime por integrar organização criminosa, reclusão de 3 a 8 anos e multa.

Com Agência Brasil

 

Guilherme Scarpellini

Guilherme Scarpellini é redator de política e cidades no Portal BHAZ.