Iphone novo, livro e até roupa íntima: Leilão dos Correios tem mais de 60 mil produtos disponíveis

leilão correios
São 61 mil itens de diversas categorias, desde roupas e calçados, até joias e bijuterias (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Um leilão virtual promovido pelos Correios, que acontece no próximo dia 27, já está recebendo lances para objetos classificados como “refugos”, ou seja, aqueles que não foram entregues ao destinatário ou foram devolvidos ao remetente após todas as tentativas de entrega. De acordo com a empresa, são 61 mil itens de diversas categorias, desde roupas e calçados, até joias e bijuterias.

Também estarão disponíveis lotes de alto valor, com itens eletrônicos como computadores, placas de vídeo, videogames e sistemas de câmera para segurança. A empresa informou que ainda há lotes compostos exclusivamente por aparelhos celulares de última geração, como iPhones e aparelhos da Samsung, Xiaomi, LG e outras marcas, além de acessórios.

Para participar do leilão dos Correios, os interessados devem se cadastrar na plataforma Licitações-e do Banco do Brasil. Após a conclusão dessa etapa, pessoas físicas e jurídicas conseguem enviar propostas de forma eletrônica para participar da disputa online.

Mais produtos

Para profissionais de fotografia, os Correios criaram lotes específicos no leilão para captura de imagem e criação de conteúdo para redes sociais. Haverá câmeras, drones, pedestais e suportes, kits de iluminação profissionais e demais acessórios.

Para leitores, os lotes de livros e material didático também serão atrativos. Entre as opções, a empresa listou guias de culinária, coleções literárias (conhecidas como boxes), bíblias e livros de arte, além de publicações usadas em escolas e literatura infantil em geral.

Por fim, os Correios listam brinquedos para todas as idades, utensílios para recém-nascidos, como cadeiras de alimentação, berços e cadeirinhas para carro.

Próximo leilão

Os Correios anteciparam que outros leilões do gênero devem acontecer ainda neste ano. Segundo a empresa, os objetos de refugo de Minas, Rio de Janeiro e Paraná passarão pelo mesmo tratamento e classificação e serão leiloados “em uma data oportuna”. São Paulo também terá uma segunda edição do leilão de objetos, mas ainda sem data para ocorrer.

Com Agência Brasil

Edição: Giovanna Fávero
Larissa Reis
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários