Março registra aumento histórico nas exportações do agronegócio

As exportações do agronegócio no mês passado ficaram quase 30% acima das registradas em março de 2020. O desempenho foi histórico para o resultado da balança comercial brasileira porque registra um novo recorde em vendas com US$ 11.57 bilhões. O resultado de março nunca havia ultrapassado US$10 bilhões em toda a série histórica, iniciada em 1997. O valor é 28,6% superior aos US$ 9 bilhões obtidos em março do ano passado.

Esse crescimento também pode ser explicado pela alta de 8,7% nos preços dos produtos exportados em relação à média de preços praticada em março de 2020. A quantidade vendida ao exterior registrou um aumento de 18,3%.

Nesse cenário, o complexo soja foi o maior destaque, com aumento nas exportações absolutas de US$1.66 bilhão.  É possível associar esse desempenho ao volume de chuvas durante a safra 2020 – 2021. O aumento no índice pluviométrico provocou atrasos na colheita do primeiro bimestre de 2021. O fator climático acabou provocando a concentração de embarques da soja em grãos no mês de março.

Observando a sequência de registros positivos do setor agrícola, é natural que o empreendedor do campo queira manter e até aumentar os bons resultados. Esse é o momento de verificar as etapas do processo de produção e garantir o máximo de desempenho nesta safra. Com isso, os investimentos são uma alternativa interessante para otimizar a produção e obter um resultado satisfatório.

Vale lembrar que investir não significa ter gastos exorbitantes nem contrair dívidas desnecessárias. É preciso achar um meio-termo entre aquilo que gera resultados e o que não compromete o orçamento. E investir em máquinas usadas pode ser o caminho para manter o equilíbrio no orçamento e o crescimento nas próximas safras.

Uma boa pesquisa por tratores usados à venda, colheitadeiras ou investir em insumos é o caminho mais seguro para fazer as escolhas certas e prolongar o ritmo crescente da produção. Com um bom planejamento e equilíbrio, é possível que a produção rural atinja patamares ainda mais altos na próxima colheita. 

Comentários