Rapper Matuê vira alvo de racismo e xenofobia após criticar Bolsonaro: ‘Tu é um macaco mesmo’

matuê
O cantor de trap Matuê se posicionou contra o atual governo (Reprodução/@matue30/Instagram)

O rapper Matuê desabafou em seu Twitter que vem recebendo ataques racistas e xenofóbicos após se posicionar contra o governo de Jair Bolsonaro (sem partido). No dia 7 de setembro, o artista postou uma foto xingando o atual presidente, e disse que o rap “nunca vai fechar com as ideias do governo atual”. Nessa quarta-feira (8), o trapper compartilhou prints dos xingamentos preconceituosos que tem recebido depois de falar sobre política.

Segundo o Portal Rap Mais, Matuê foi um dos artistas que se posicionaram contra Jair Bolsonaro nesse feriado da Independência. Com isso, o músico tem sido criticado por expor sua opinião, e fez uma lembrança sobre rap e política, nessa terça-feira (7).

“Olha, para você que acha que artista não deve expor a opinião política dele, deixa eu te ensinar uma paradinha sobre o rap. O rap nunca vai fechar com as ideias do governo atual, nunca, isso não é rap. E se escuta rap, curte rap, você está escutando errado. Se você não gosta disso que estou falando, muda de estilo”, declarou o artista.

Rap tem a ver com política

Matuê antecipou as críticas que poderia receber de pessoas dizendo que ele não faz rap, e sim trap, e disse que o estilo é uma cultura que envolve várias formas de expressão, incluindo o trap. “E sim, tem tudo a ver com política, se você está me perguntando o que o rap tem a ver com política, p*ta que pariu né mano? Não vou ficar aqui explicando coisas que você já deveria saber”.

Xingamentos racistas e xenofóbicos

Na madrugada de ontem (8), o trapper disse que estava recebendo xingamentos racistas e xenofóbicos por ter dado sua opinião sobre o governo. “Fui passar a minha visão sobre o governo no insta e agora estou sendo chamado de tudo que é tipo de xingamento racista e xenofóbico, estamos vivendo em que ano ein, 1950?”

“Hoje eu promovi uma limpa desse povo véi ruim no meu insta, racistas, homofóbicos, machistas, xenofóbicos por favor não me siga obrigado”, pediu Matuê. Ele ainda acrescentou um tuíte com vários emojis de vômito se referindo à “família tradicional brasileira”.

O artista também revelou que ao tentar postar os prints dos ataques racistas e xenofóbicos que recebeu nas mensagens do Instagram, a plataforma ameaçou derrubar sua conta. No entanto, o músico compartilhou no Twitter, e é possível ver pessoas dizendo coisas como “tu é um macaco mesmo e ainda mora no Nordeste”.

Edição: Vitor Fernandes
Andreza Miranda
Andreza Mirandaandreza.miranda@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários