Pesquisar
Close this search box.

Médico do ES é internado em UTI após sofrer infarto durante trabalho no Rio Grande do Sul

Por

walter josé médico es infarto no rio grande do sul
Médico do ES infartou enquanto viajava a trabalho no Rio Grande do Sul (Reprodução/CRMS)

Um médico do Espírito Santo infartou enquanto trabalhava em Pelotas, no Rio Grande do Sul, no início da última semana. O anestesista Walter José Roberte Borges, 50, está em estado grave na UTI.

Segundo A Gazeta, exames indicam que o médico está em estado vegetativo. Walter viaja pelo país com um grupo de médicos que atuam por contrato e teria ido para o estado gaúcho há algumas semanas, por causa do aumento da demanda por profissionais de saúde no local.

Herike Assis, cunhado do anestesista, disse que Walter saiu no meio de uma cirurgia, na última segunda-feira (20), mas não retornou. Ao ser procurado, profissionais o encontraram desacordado em um banheiro. Ele teria passado mais de oito minutos sem oxigenação.

Família pede ressonância

Segundo Herike, os médicos diagnosticaram algumas lesões cerebrais em Walter, indicando o estado vegetativo. “Ele é rodeado de médicos na família, e eles se juntaram para pedir uma ressonância, até para a família entender o que pode ser feito para melhorar a qualidade de vida dele”.

A família também está tentando levar o médico para ser tratado no Espírito Santo. De acordo com o cunhado, a equipe médica que está cuidando de Walter entendeu que uma mudança de hospital não geraria melhoras no quadro de saúde e não haveria necessidade de transferência.

“Ele é nascido e criado aqui. A família dele é do Espírito Santo, e ele está lá. Como família, a gente acha que pode fazer alguma coisa”, disse Herike. Segundo ele, pelo anestesista estar internado no SUS, os parentes não estão conseguindo deslocá-lo de forma privada.

A família procurou ajuda da Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo e aguarda respostas. A pasta, por sua vez, disse que pode fazer o translado, porém, o hospital onde o médico está internado precisa autorizar.

O anestesista tem dois filhos, de 8 e 12 anos, é casado com uma dentista e mora em Vila Velha. Segundo Herike, a esposa de Walter está exausta com a situação.

O prefeito de Linhares, cidade natal de Walter publicou uma nota no Instagram, nesse domingo (26), informando que está empenhando esforços “para tentar diminuir a dor dos familiares, como a intervenção, junto ao Governo do Estado, para que seja feita a transferência de Walter”.

“Estamos em oração pela vida do nosso irmão linharense, que nos honrou com seu ato de bravura e amor ao próximo”, diz a nota.

Médico morre no RS

No dia 13 de maio, o médico Leandro Medice, também do Espírito Santo morreu enquanto participava de uma missão humanitária no Rio Grande do Sul. O Instituto Medice, empresa em que ele trabalhava confirmou a morte. O especialista estava ajudando as vítimas das enchentes.

Um dia anterior à sua morte, Leandro postou um vídeo nas redes sociais pedindo orações para a população atingida pelas enchentes. “O Sul tá precisando da gente, então a gente saiu um pouquinho da nossa rotina, do nosso conforto de consultório”.

“Estamos indo para lá ajudar os nossos irmãos que estão precisando e vamos tentar passar aqui a real situação da saúde”, disse ele. O instituto atribuiu a morte do médico a um “mal súbito”.

Andreza Miranda

Graduada em Jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2020. Participou de duas reportagens premiadas pela CDL/BH (2021 e 2022); de reportagem do projeto MonitorA, vencedor do Prêmio Cláudio Weber Abramo (2021); e de duas reportagens premiadas pelo Sebrae Minas (2021 e 2023).

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ