Ministério da Saúde determina aplicação de 2ª dose do imunizante fabricado pela Janssen

janssen
Com as duas doses, a eficácia de imunização da vacina da Janssen salta de 70% para 94%, segundo a farmacêutica (Breno Esaki/Agência de Saúde DF)

Além de anunciar a ampliação da dose de reforço para todos os adultos, o Ministério da Saúde também determinou, nesta terça-feira (16), que a vacina contra a Covid-19 fabricada pela Janssen seja reaplicada. O imunizante, que vinha sendo usado em dose única, foi aplicado em mais de 490 mil mineiros. Com as duas doses, sua eficácia de imunização salta de 70% para 94%, segundo a farmacêutica.

Conforme anunciado pelo ministro da Saúde Marcelo Queiroga, as pessoas acima dos 18 anos imunizadas com essa marca de vacina também poderão receber uma dose de reforço passados cinco meses da segunda aplicação.

“As pessoas que tomaram a vacina da Janssen irão tomar a segunda dose do mesmo imunizante. Como nós já temos quantitativo, não será um esforço muito grande. Lá na frente, completou cinco meses da segunda dose, [a pessoa] receberá a terceira dose preferencialmente com uma vacina diferente”, disse.

Dose de reforço para os adultos

Ainda nesta terça-feira (16), o Ministério da Saúde anunciou que a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 está liberada para todos os adultos com mais de 18 anos. Além disso, a pasta reduziu o intervalo da dose adicional de seis para cinco meses. A informação foi divulgada durante o anúncio da campanha Mega Vacinação (veja aqui).

“Nós temos doses de vacina suficientes para garantir que essas vacinas cheguem tempestivamente a todas as 38 mil unidades básicas de saúde do Brasil”, esclareceu. O principal objetivo da ampliação da dose adicional é evitar os impactos negativos de uma possível terceira onda.

O ministério lançou, ainda, a campanha Mega Vacinação contra a Covid visando concluir o esquema vacinal daquelas pessoas que ainda não procuraram a unidade de saúde para tomar a segunda dose. O lema é “Proteção pela metade não é proteção”.

“Nossa ação é que os brasileiros busquem livremente a unidade de saúde para completar a imunização”, disse Queiroga. A campanha vai começar no próximo sábado (20) e se estenderá até o dia 26 de novembro.

Edição: Giovanna Fávero
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog.

Comentários