‘Cavalo’ e ‘analfabeto’: Mulher passa 15 minutos ofendendo atendentes do McDonald’s em Brasília

McDonald's
Confusão teria começado após a mulher questionar sobre todos os ingredientes de um hambúrguer (Reprodução/Metrópoles)

Um vídeo gravado no drive-thru de um McDonald’s em Brasília mostra uma cliente ofendendo um atendente do restaurante de fast food. De acordo com o Metrópoles, a mulher passou cerca de 15 minutos humilhando os funcionários do local.

A confusão teria começado após a mulher questionar sobre todos os ingredientes de um hambúrguer. À coluna Na Mira, uma testemunha afirmou que estava próximo ao local quando viu a cliente insultando uma atendente, que fica ao lado de fora do McDonald’s adiantando os pedidos.

“Quando chegou na minha vez, ela estava com cara de choro e mal conseguia falar. Ela pediu um minutinho e saiu, aparentemente para chorar. Ficou bem abalada”, disse a testemunha, que preferiu não se identificar.

Humilhação

Na hora de finalizar o pagamento, a funcionária ofendida voltou a atender a mulher, que por sua vez tornou a humilhá-la, dizendo que ela não sabia listar todos os ingredientes do hambúrguer. Em um vídeo compartilhado pelo Metrópoles, a mulher pode ser ouvida dizendo: “a base deve ser uma maionese, você não sabe”.

Naquele momento, outros funcionários do McDonald’s se juntaram para defender a atendente ofendida. Eles informaram que a colega estava em treinamento e pediram paciência à cliente, que não respeitou o pedido.

Ainda no vídeo, a mulher aparece ofendendo outro funcionário. “Esse lixo, podre o seu atendimento. Bosta do seu atendimento. […] Analfabeto, cavalo”, grita ela, antes de deixar o local no carro, um Volkswagen Fox.

De acordo com a coluna Na Mira, do Metrópoles, o veículo pertence a uma pensionista da Aeronáutica e auditora fiscal do Instituto Brasília Ambiental, com vencimentos de R$ 13.546,53, moradora de Brasília. A reportagem não conseguiu entrar em contato com a mulher.

Edição: Giovanna Fávero
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde 2019 e graduanda em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Participou de reportagens premiadas pelo Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, pela CDL/BH e pelo Prêmio Sebrae de Jornalismo em 2021.

Comentários