Músico de rua atacado com ovos ganha oportunidades de trabalho e bolsa de estudos

luiz felipe santos
Além da bolsa de estudos, Luiz Felipe Santos Almeida foi contratado para tocar em vários eventos (Reprodução/@salinas.015/Instagram)

A trajetória de um músico paulista de apenas 20 anos, que na semana passada foi alvo de ovadas enquanto tocava violoncelo em Santos, ganhou um importante capítulo no sábado (9). Após a repercussão dos ataques sofridos, Luiz Felipe Salinas Almeida foi contratado para tocar em vários eventos por uma empresária, que ainda lhe ofereceu uma bolsa de estudos.

“Fiquei bem tocada [com a ovada]. É um artista, um músico, fico pensando como alguém faz isso com outras pessoas que só estão levando alegria para as outras. Aquilo me deixou muito chateada, fiquei pensando no que eu poderia fazer para ajudá-lo”, disse a empresária Renata Viegas, ao G1.

O jovem agora vai estudar música na Universidade Metropolitana de Santos e todos os custos da faculdade serão arcados pela mulher, que é reitora da universidade. Pelo Instagram, Luiz Felipe agradeceu imensamente pelo incentivo.

“Graças a terem atingido meu instrumento com um ovo, a repercussão e apoio foi tão grande que EU GANHEI UMA BOLSA DE MUSICA INTEGRAL, NA UNIVERSIDADE UNIMES! PROPORCIONADA PELA REITORA”, disse, desacreditado.

‘Me senti humilhado’

Há quase dois anos, Luiz Felipe fez das ruas o seu local de trabalho. Desde a gestação de seu filho, de apenas um ano e seis meses, o jovem viaja de cidade em cidade para fazer a sua arte e garantir o sustento da família.

Na última semana, o músico tocava seu violoncelo, que foi presente dado por seu avô, em frente a uma loja de instrumentos quando foi atingido por ovos. Humilhado, ele interrompeu a música a fim de identificar o autor dos ataques, mas não o encontrou.

“Me senti muito envergonhado, humilhado. As pessoas se revoltaram e uma multidão se formou ao meu redor. Eu não assimilei na hora o que aconteceu, mas queria que as pessoas saíssem de perto de tanto constrangimento que estava sentindo”, desabafou ao G1.

‘Objetivo de vida’

Após a repercussão do triste episódio vivido por ele, o jovem tem recebido muito apoio pelas redes sociais. Em seu perfil no Instagram, que já soma mais de 7 mil seguidores, Luiz compartilha um pouco do seu talento e prova que a música é muito mais que seu ganha-pão.

“Quero levar isso como objetivo de vida. No começo, foi uma necessidade. Hoje em dia é minha profissão e o meu sonho. Quero chegar em um dia em que eu não dependa somente de tocar na rua. Não quero parar de fazer isso nunca, mas quero que seja uma opção”, contou.

Edição: Roberth Costa
Larissa Reis
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários