Pesquisar
Close this search box.

PM retira porte de arma de policial gay na véspera de casamento do militar

Por

policial militar gay suspenso arma video youtube
Policial militar aponta homofobia (Reprodução/henriqueharrison/Instagram)

Por Caio Barbieri

Um integrante da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) teve a permissão de usar arma de fogo suspensa, nessa terça-feira (9), após publicar um vídeo no canal dele no YouTube, no qual comenta questões sobre como ingressar nas carreiras de segurança e também como a homossexualidade é tratada em ambientes militares.

Na gravação, publicada em abril do ano passado, um objeto semelhante a uma pistola aparece sobre a bancada de um móvel localizado no quarto do soldado Henrique Harrison. O militar é gay assumido e foi notificado sobre a decisão na véspera do casamento civil com o companheiro Jadson Lima. Os dois estão juntos há cinco meses. A cerimônia está marcada para ocorrer nesta quarta-feira (10), no Cartório Colorado (Sobradinho). O armamento já foi devolvido para o Comando-Geral da PM.

“A determinação está expressa no Art. 3º da Portaria da sindicância instaurada para apurar a conduta de “portar arma de fogo institucional em atividade estranha ao serviço policial militar”, informa a determinação assinada pelo 27º BPM. Quem assina o documento é o capitão Georgio Lemos Oliveira, encarregado pela apuração dos fatos. “Postei um vídeo para incentivar pessoas a passarem pela jornada que eu passei. Nesse vídeo, viram que havia uma arma na bancada da minha casa e alegaram o que estou sendo acusado”, disse, em trecho de entrevista ao Metrópoles.

Leia a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do BHAZ.

Metrópoles

O Metrópoles é um veículo de comunicação ágil, com linguagem acessível e totalmente focada no digital. Informar, escutar, interagir, debater, denunciar, diversificar, entreter e prestar serviço à sociedade do Distrito Federal e do país são especialidades do portal.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ