PM retira porte de arma de policial gay na véspera de casamento do militar

policial militar gay suspenso arma video youtube
Policial militar aponta homofobia (Reprodução/henriqueharrison/Instagram)

Por Caio Barbieri

Um integrante da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) teve a permissão de usar arma de fogo suspensa, nessa terça-feira (9), após publicar um vídeo no canal dele no YouTube, no qual comenta questões sobre como ingressar nas carreiras de segurança e também como a homossexualidade é tratada em ambientes militares.

Na gravação, publicada em abril do ano passado, um objeto semelhante a uma pistola aparece sobre a bancada de um móvel localizado no quarto do soldado Henrique Harrison. O militar é gay assumido e foi notificado sobre a decisão na véspera do casamento civil com o companheiro Jadson Lima. Os dois estão juntos há cinco meses. A cerimônia está marcada para ocorrer nesta quarta-feira (10), no Cartório Colorado (Sobradinho). O armamento já foi devolvido para o Comando-Geral da PM.

“A determinação está expressa no Art. 3º da Portaria da sindicância instaurada para apurar a conduta de “portar arma de fogo institucional em atividade estranha ao serviço policial militar”, informa a determinação assinada pelo 27º BPM. Quem assina o documento é o capitão Georgio Lemos Oliveira, encarregado pela apuração dos fatos. “Postei um vídeo para incentivar pessoas a passarem pela jornada que eu passei. Nesse vídeo, viram que havia uma arma na bancada da minha casa e alegaram o que estou sendo acusado”, disse, em trecho de entrevista ao Metrópoles.

Leia a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do BHAZ.

Metrópoles
Metrópoles

O Metrópoles é um veículo de comunicação ágil, com linguagem acessível e totalmente focada no digital. Informar, escutar, interagir, debater, denunciar, diversificar, entreter e prestar serviço à sociedade do Distrito Federal e do país são especialidades do portal.

Comentários