Pesquisar
Close this search box.

Suspeito preso pela morte de Jeff Machado acusa cúmplice e detalha crime

Por

Jeff Machado
Vítima teria sido morta com fio de telefone (Reprodução/@jeffmachadocosta/Instagram)

Jeander Vinícius da Silva Braga, preso na manhã desta sexta-feira (2) suspeito da morte do ator Jeff Machado, acusa o outro envolvido no caso, Bruno de Souza Rodrigues, de cometer o crime. De acordo com ele, a vítima foi morta com um fio de telefone.

De acordo com a TV Globo, Jeander, que trabalha como garoto de programa, afirma que Jeff foi dopado pela dupla antes de ser morto. Ele também desmentiu que tenha ocorrido relação sexual entre os dois e o ator.

O suspeito de 29 anos foi preso hoje em Santíssimo, na zona Oeste da capital fluminense. Já Bruno de Souza Rodrigues é dado como foragido após a Justiça decretar a sua prisão preventiva.

Versão desmentida

Os dois já haviam admitido à polícia que foram os responsáveis por ocultar o cadáver da vítima, mas, até então, diziam que não assassinaram Jeff e apontavam a autoria do crime para uma terceira pessoa.

No entanto, ao prestar depoimento depois de ser preso, Jeander Vinícius da Silva Braga admitiu que não houve mais nenhum envolvido no crime.

A delegada Ellen Souto disse à Globo que o garoto de programa recebeu R$ 500 de Bruno na semana passada para sustentar no depoimento a versão da existência da terceira pessoa. Ainda conforme a delegada, o suspeito preso é uma pessoa muito influenciável e manipulável, e Bruno teria se aproveitado disso.

Jeff Machado teria sido morto em janeiro

Desde que Jeff Machado foi dado como desaparecido, a família do ator suspeita da participação de Bruno no crime. Ele estava com diversos pertences do artista, como cartões de crédito, chaves do carro e da casa. Além disso, foi ele quem fez a denúncia do sumiço à polícia, isso depois de já ter ocultado o cadáver.

O ator pode ter sido morto ainda em janeiro, quando os contatos com a mãe e outros parentes passou a ser feito só por mensagens de WhatsApp. A suspeita é que os autores do crime tenham assumido o telefone e se passado por Jeff para tranquilizar a mãe, mas ele já estaria morto.

O corpo do artista foi colocado em um baú, enterrado a dois metros de profundidade e concretado.

Além de Jeander Vinícius da Silva Braga, a Justiça também decretou a prisão preventiva de Bruno por participação na morte de Jeff Machado e, por isso, o ex-produtor da TV Globo, que não foi achado em seus endereços nesta sexta, é tido como foragido.

Nessa quinta-feira (1º), seus advogados deram uma entrevista coletiva para dar a versão dele do caso, ainda sustentando a versão de que haveria uma terceira pessoa envolvida.

Sofia Leão

Repórter do BHAZ desde 2019 e graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Participou de reportagens premiadas pelo Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, pela CDL/BH e pelo Prêmio Sebrae de Jornalismo em 2021.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ