Valor das contratações de crédito rural mantém crescimento

Valor das contratações de crédito rural mantém crescimento
(Reprodução/iStock)

Instituições de crédito oficiais liberam mais de R$ 200 bilhões a produtores rurais e cooperativas entre julho e abril. Os R$ 201,43 bilhões contratados representam 12% de crescimento em relação ao mesmo período da safra anterior.

Estudos do setor de Crédito e Informação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) confirmam o momento favorável do agronegócio. “Decorridos dez meses da safra 2020 – 2021, o valor das contratações de crédito rural continua com desempenho crescente, fator que pode levar à execução do total do orçamento programado”, afirma o diretor de crédito e informação do Mapa, Wilson Vaz de Araújo.

A novidade é que o total do crédito rural da safra 2020 – 2021 inclui as Cédulas de Produto Rural (CPRs) e operações com agroindústrias, que atingiram R$ 10,84 bilhões entre julho e fevereiro. As informações foram publicadas pelo Balanço de Financiamento Agropecuário da Safra da última safra.

Com a situação favorável, os investimentos registram 46% de crescimento em relação à safra passada, atingindo R$59,56 bilhões. O cenário continua propício para a expansão do agronegócio. E os empreendedores rurais perceberam isso. Crescem os investimentos em mão de obra qualificada e aquisição de equipamentos e de defensivos agrícolas. A tendência é a produção rural continuar batendo recordes.

Mas o investimento em insumos agrícolas e equipamentos não são as únicas causas do desembolso do crédito rural. O custeio teve um crescimento de 19% e chegou a R$102,46 bilhões. E pela primeira vez, a contratação de crédito atingiu a marca de R$ 18,35 bilhões, enquanto a industrialização chegou a R$10,22 bilhões, com crescimento de 4%.

Comentários