Vestida de Cleópatra, ex-noiva transforma festa de casamento em ‘descasamento’: ‘Consegui ver o lado positivo’

festa descasamento
Kallynca Carvalho resolveu aproveitar a festa para celebrar sua liberdade ao lado da família, amigos, e do seu novo namorado (Valdelino, Gustavo e Gabrielly Pontes/Divulgação)

Uma jovem de Curitiba, no Paraná, realizou um casamento diferente, nesse sábado (21), depois que o antigo relacionamento dela, que durou 13 anos, chegou ao fim. Em vez de desmarcar o evento, que havia sido um presente do avô, a servidora pública Kallynca Carvalho dos Santos resolveu aproveitar a oportunidade para celebrar a liberdade e empoderamento ao lado da família, amigos, e do novo namorado.

Ao BHAZ, Kallynca conta que a família investiu mais de R$ 70 mil na festa, realizada em um castelo, com tudo que ela tem direito. Cerca de sete meses antes do evento, no entanto, o noivado chegou ao fim e a jovem começou a pensar em estratégias para fugir das multas rescisórias.

“Quando eu mencionava o término do meu relacionamento, alguns amigos que estavam noivos pediram pra ver os contratos e se interessaram em ‘usar’ a festa. Para mim seria perfeito, mas acabou não dando certo por conta da data”, explica ela.

Festa à fantasia

Como não foi possível transferir a festa para os amigos, a servidora percebeu que a única solução seria ressignificar o evento, que agora celebraria o “descasamento” dela. A cerimônia, que passou a ser uma festa à fantasia, ocorreu em um castelo na cidade de Colombo, perto de Curitiba, e até mesmo ingressos foram vendidos.

“Tentei vender sem colocar lucro, pra arcar o que eu estava gastando com o buffet e com as bebidas. Os ingressos estavam em torno de R$ 200 com tudo incluso. Consegui que algumas pessoas comprassem, fora alguns convidados que mantive, com isso fiz uma festa pra 150 pessoas”, conta a jovem.

Mantendo várias tradições matrimoniais e transformando outras, Kallynca entrou na festa comemorando um novo começo. “A minha entrada foi a de uma mulher forte, empoderada. Eu tava como uma cleópatra em um vestido do Edson Eddel, com meu atual me esperando na escada pra terminar de me levar e a gente fazer um brinde com minha família, que foi quem me apoiou”, explica ela.

Homenagem ao avô

Um dos momentos mais emocionantes para a servidora pública, foi, sem dúvidas, a valsa dos noivos. É que a jovem resolveu transformar o momento clássico em uma homenagem ao avô, que a presenteou com a festa.

“Fiz um discurso na hora da valsa, em que coloquei a música ‘Amizade’, do Fundo de Quintal, em homenagem ao meu avô. Eu sempre tive esse sonho de princesa, de ter esse momento especial, e meu avô e minha mãe me deram essa festa no castelo e logo em seguida ele faleceu e eu não pude agradecer”, lamenta Kallynca, emocionada.

Bastante agradecida, a jovem se diz surpresa com todo o carinho que tem recebido desde ontem. Segundo ela, várias pessoas passaram a procurá-la para trocar experiências e parabenizar pela iniciativa.

“Eu não fazia ideia que teria toda essa repercussão, porque a gente começou divulgando para os nossos amigos e do nada tomou toda essa proporção. Tá sendo incrível! As pessoas vêm me procurar pra saber sobre todo esse momento, essa força e coragem do término e de conseguir ver o lado positivo e fazer desse momento algo maior”, finaliza.

Edição: Roberth Costa
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog.

Comentários