Ao contrário do presidente, Michelle Bolsonaro usa máscara em agenda

michelle bolsonaro
Primeira-dama cumpriu agendo no ES (Reprodução/@michellebolsonaro/Instagram)

Se o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não utiliza máscara e não respeita os protocolos sanitários contra a Covid-19, o mesmo não se pode dizer da primeira-dama Michelle Bolsonaro. Em visita ao Espírito Santo, neste sábado (12), ela cumpriu uma agenda sem o companheiro, com poucas pessoas, e utilizou o acessório que previne a contaminação pelo novo coronavírus.

Michelle participou de um encontro que celebrava o término da tradução da Constituição para Libras (Língua Brasileira de Sinais) no MPT (Ministério Público do Trabalho), em Vitória, no Espírito Santo. “O projeto não atende apenas a comunidade surda, mas as pessoas cegas, com baixa visão, e com deficiência auditiva”, postou nas redes sociais.

Após cumprir o primeiro compromisso, Michelle prosseguiu para a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) onde continuou defendendo a pauta das pessoas com deficiência. “Tivemos a oportunidade de conversar com os profissionais que fazem a diferença na vida dos familiares e das pessoas com deficiência”.

Diferença

A viagem também teve a presença do presidente Bolsonaro, mas ele não esteve nas agendas da companheira. Chamou a atenção a diferença de comportamentos entre eles. Michelle apareceu utilizando a máscara de proteção contra a Covid-19 e não provocou aglomerações.

Desde o início da pandemia no Brasil, o presidente aparece em agendas com muitas pessoas e sem utilizar a máscara. Bolsonaro, nos últimos dias, disse que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, estava preparando um “parecer visando desobrigar” o uso de máscara por pessoas imunizadas contra a Covid ou que já haviam sido infectadas pelo coronavírus.

A repercussão da fala fez o presidente dizer que a palavra final sobre o assunto caberá ao ministro, governadores e prefeitos.

Quem já foi infectado e quem tomou a vacina não precisa usar máscara. Mas quem vai decidir é ele, vai dar um parecer. Se bem que quem decide na ponta da linha é governador e prefeito. Eu não apito nada, né? Segundo o Supremo, quem manda são eles. Mas nada como você estar em paz com a sua consciência”, disse Bolsonaro antes de viajar para o Espírito Santo.

Edição: Vitor Fernandes
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ de maio de 2017 a dezembro de 2021. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas nos prêmios CDL (2018, 2019 e 2020), Sebrae (2021) e Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (2021).

Comentários