Covid-19: BH registra mais uma morte de criança com idade entre um e 4 anos

pé criança
Óbito foi confirmado no boletim da PBH (IMAGEM ILUSTRATIVA: Reprodução/TV Brasil)

Belo Horizonte registrou mais uma morte de criança, com idade entre um e quatro anos, vítima do novo coronavírus. Agora, a capital mineira contabiliza cinco óbitos nessa faixa etária. O dado veio no Boletim Epidemiológico e Assistencial dessa segunda-feira (13). Infectologista entrevistada pelo BHAZ, destaca que as mortes em crianças estão correlacionadas, na maioria das vezes, a comorbidades.

O boletim da PBH (Prefeitura de Belo Horizonte) não informa a idade exata da vítima, nem mesmo o gênero e a data do falecimento. Esta é a terceira morte no ano de criança entre um e quatro anos. Em 2020, dois óbitos foram registrados.

A cidade tem 6.614 mortes pela Covid-19 desde o começo da pandemia. O número de crianças falecidas é menor, quando comparado com adultos. A infectologista pediatra Samya Ladeira diz ao BHAZ que isso é observado desde quando houve os primeiros registros da doença.

“As crianças são menos contaminadas e menos sintomáticas. O que sabemos é que os óbitos ocorrem menos em crianças do que na população adulta em geral e estão correlacionadas a comorbidades. Até o momento são cinco mortes na faixa de um e 4 anos, um número relativamente pequeno”, diz.

A especialista destaca que ainda é cedo para avaliar o impacto da variante delta nas crianças. “Ainda não conseguimos falar se ela impactou no aumento de mortes e casos”.

Números

A faixa etária com maior número de óbitos por Covid-19 são os idosos com 60 anos ou mais: 5.074. Veja a relação de mortes por idade confirmados na capital mineira:

  • Menos de 1 ano – 1
  • 1 a 4 anos – 5
  • 5 a 9 anos – 0
  • 10 a14 anos – 1
  • 15 a 19 anos – 1
  • 20 a 39 anos – 232
  • 40 a 59 anos – 1.300
  • 60 anos ou mais – 5.074

Até o momento, 3.588 homens morreram de Covid e 3.026 mulheres.

Edição: Vitor Fernandes
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas nos prêmios CDL (2018, 2019 e 2020), Sebrae (2021) e Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (2021).

Comentários