Covid: Governo antecipa 600 mil doses da vacina da Pfizer para crianças

vacina pfizer
Previsão é de que 4,3 milhões de imunizantes cheguem ainda neste mês (FOTO ILUSTRATIVA: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou, nesta segunda-feira (10), a antecipação de 600 mil doses da vacina da Pfizer para crianças. Com isso, o número de imunizantes que chegam ao Brasil neste mês passou para 4,3 milhões.

“Conseguimos antecipar com a Pfizer mais 600 mil doses da vacina pediátrica agora no mês de janeiro. Então serão 4,3 milhões de doses de vacina”, informou Queiroga em entrevista coletiva no ministério. O líder da pasta disse ainda que a importação ou fabricação das vacinas só poderia ser feita após autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e que antecipar as vacinas sem essa autorização teria configurado crime sanitário.

O ministro ainda defendeu a forma como o governo federal vem conduzindo o combate à pandemia. Segundo ele, a aquisição e distribuição de imunizantes é “satisfatória” se comparada a outros países.

Vacinação infantil

O Ministério da Saúde anunciou, na última quarta-feira (5), a inclusão das crianças de 5 a 11 anos no Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19. Na ocasião, a pasta informou que o imunizante utilizado para proteger essa faixa etária seria o da Pfizer e que o primeiro lote de doses pediátricas deve chegar ao Brasil nesta quarta (13). No dia seguinte, as vacinas já poderão ser distribuídas aos estados.

De acordo com o governo, a vacinação infantil dará prioridade às crianças com comorbidades, com deficiência, indígenas ou quilombolas. A imunização ocorrerá de forma decrescente (das mais velhas para as mais novas) e o intervalo entre as duas doses será de oito semanas (veja detalhes aqui).

Com Agência Brasil

Giulia Di Napoligiulia.di.napoli@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários