Ministério da Saúde anuncia dose de reforço da vacina contra Covid para todos os adultos

vacina covid
Ampliação da dose de reforço visa impedir impactos de uma terceira onda (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O Ministério da Saúde anunciou que a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 está liberada para todos os adultos com mais de 18 anos. Além disso, a pasta reduziu o intervalo da dose adicional de seis para cinco meses. A informação foi divulgada durante o anúncio da campanha Mega Vacinação (veja abaixo), nesta terça-feira (16).

“Nós decidimos ampliar essa dose adicional, dose de reforço, para todos aqueles acima de 18 anos, que tenham tomado essa segunda dose há mais de cinco meses”, disse o ministro Marcelo Queiroga.

“Nós temos doses de vacina suficientes para garantir que essas vacinas cheguem tempestivamente a todas as 38 mil unidades básicas de saúde do Brasil”, esclareceu. O principal objetivo da ampliação da dose adicional é evitar os impactos negativos de uma possível terceira onda.

“Vamos ter cobertura vacinal maior na nossa população e evitar o que está acontecendo em alguns países da Europa. Tenho conversado com a doutora Socorro e ela acha que podemos ser um case de sucesso em caso de uma terceira onda provocada pela Covid-19″, destacou.

De acordo com o Ministério da Saúde, já foram aplicadas 10.751.598 doses de reforço até 12 de novembro.

Megavacinação

O ministério lançou a campanha Mega Vacinação contra a Covid visando concluir o esquema vacinal daquelas pessoas que ainda não procuraram a unidade de saúde para tomar a segunda dose. “Proteção pela metade não é proteção”, é o lema.

“Nossa ação é que os brasileiros busquem livremente a unidade de saúde para completar a imunização”, disse Queiroga. A campanha vai começar no próximo sábado (20) e se estenderá até o dia 26 de novembro. Veja os números de doses aplicadas:

  • Primeira dose – 157.394.902
  • Segunda dose ou única – 123.671.574

Queiroga ressaltou a importância da vacinação demonstrando a queda no número de casos no país. “Reduzimos fortemente o número de casos de óbito. Há oito meses a média móvel era de três mil casos e hoje é inferior a 300. Isso é fruto do esforço extraordinário feito pelo Sistema Único de Saúde”, complementou.

O Brasil tem 21.960.766 casos confirmados de Covid-19 e 611.346 óbitos. O número de pacientes recuperados chegou a 21.162.046 e os em acompanhamento a 187.374. Os dados são do Painel Coronavírus.

Edição: Vitor Fernandes
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ de maio de 2017 a dezembro de 2021. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas nos prêmios CDL (2018, 2019 e 2020), Sebrae (2021) e Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (2021).

Comentários