Eduardo Bolsonaro indica estar usando cloroquina para tratar Covid: ‘Vocês devem imaginar’

eduardo bolsonaro
Parlamentar destacou que está se sentindo bem, apesar do diagnóstico positivo (Reprodução/@bolsonarosp/Instagram)

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) indicou que está tomando remédios ineficazes, como a cloroquina, para tratar a Covid-19. O filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) testou positivo para a doença e, em live realizada nessa sexta-feira (24), relatou estar tendo cansaço e tosse.

O tratamento precoce, defendido pelo presidente da República e por apoiadores, não tem eficácia comprovada, já que os medicamentos utilizados não combatem a doença. A cloroquina é um dos remédios defendidos pelo governo, mesmo o Ministério da Saúde já tendo admitido a ineficácia.

Na transmissão feita pelas redes sociais, Eduardo Bolsonaro disse estar com “sintomas de resfriado”. “Hoje em dia muita gente já teve Covid. Não é nada de excepcional. Estou aqui mais para agradecer vocês”, afirmou lendo os nomes de alguns seguidores que mandavam mensagens.

O parlamentar lamentou o fato de não poder revelar o nome do medicamento que está tomando. “Tem determinadas coisas que são incríveis, mas a gente não pode falar. É quase um regime talibanês em que você falar algumas coisas como, por exemplo, o que você está tomando, é capaz desse canal cair”.

‘Devem imaginar’

Apesar de não dizer qual remédio tem sido utilizado, Eduardo Bolsonaro sinalizou que pode ser a cloroquina. “Tô me tratando. Vocês devem imaginar com o que. O médico receitou. E, de ontem para hoje, eu já estou me sentindo muito melhor. Obviamente estou com coriza, um pouco cansado, mas sem febre”, contou.

O parlamentar ressaltou ainda que após “iniciar o tratamento, a tendência é só melhorar”. O filho do presidente tomou a primeira dose da vacina contra a Covid em agosto. “Eu tomei uma dose da Pfizer. Não me arrependo. As pessoas dizem: ‘Ah, mas não adiantou nada’. Olha, não sei, talvez”.

Além de Eduardo Bolsonaro, outras duas pessoas da comitiva presidencial testaram positivo para o coronavírus após viajarem para a 76ª Assembleia-Geral da ONU (Organização das Nações Unidas). Um deles é ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e um diplomata que atuou na organização da viagem até os Estados Unidos.

Covid

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil tem 21.327.616 casos confirmados da doença e 593.663 mortes. O número de pacientes recuperados chegou a 20.326.408. As informações constam no Painel Coronavírus. A atualização aconteceu às 18h33 de ontem.

Edição: Vitor Fernandes
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas nos prêmios CDL (2018, 2019 e 2020), Sebrae (2021) e Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (2021).

Comentários