Onda roxa: Zema impõe toque de recolher para mais regiões

Governador Romeu Zema falando
Anúncio foi realizado pelas redes sociais do governador (Pedro Gontijo/Imprensa MG)

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), anunciou neste sábado (6) que mais três regiões do estado estão inseridas na onda roxa, do programa Minas Consciente – o que totaliza 194 municípios. A fase é a mais crítica em relação à pandemia do novo coronavírus e impõe toque de recolher e restrição de circulação, além de outras medidas. O estado mineiro contabiliza 916.205 casos positivos de Covid-19 e 19.359 mortes.

A microrregião de Ponte Nova, composta por 21 municípios, passou a aderir a onda roxa hoje, conforme publicado no Minas Gerais, o diário oficial do governo. A vigência vai deste sábado até 20 de março. A partir de amanhã (7), as macrorregiões Triângulo Sul (27 cidades) e Norte (86) também vão adotar medidas mais restritivas.

“O objetivo da medida é reestabelecer a capacidade de atendimento hospitalar da região para preservar a rede de Saúde de todo o Estado”, disse o governador em postagem realizada nas redes sociais. A macrorregião Norte entrou na onda roxa após encontro realizado durante a manhã, conforme informou Zema. Já estavam nessa onda as macrorregiões Noroeste e Triângulo do Norte, compostas por 60 municípios.

Entenda

A onda roxa foi criada na quarta-feira (3) devido ao avanço da pandemia pelo estado. Inicialmente, sempre que for imposta, terá a duração de 15 dias. Entre as restrições, estão a proibição de circulação de pessoas que não se deslocam para atividades essenciais; o toque de recolher das 20h às 5h; a proibição de reuniões presenciais, inclusive de pessoas da mesma família que não moram juntas; entre outras. Confira o que é vetado:

  • Circulação pessoas e veículos pra atividades não-essenciais;
  • Circulação de pessoas sem máscara em qualquer espaço público ou coletivo, ainda que privado;
  • Circulação de pessoas com sintomas de gripe, exceto para realização ou acompanhamento de consultas e exames médicos e hospitalares;
  • Realização de reuniões/eventos presenciais, inclusive entre pessoas da mesma família que não moram juntas;
  • Qualquer tipo de evento público ou privado que possa provocar aglomeração;
  • Funcionamento de bares e restaurantes (permitido somente para delivery).

Além das restrições, a aplicação das medidas determinadas pelo Governo de Minas contará com a implantação de barreiras sanitárias de vigilância e o apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, em conjunto com os municípios envolvidos.

Vacinas

A SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais) iniciou, nessa sexta-feira (5), o envio de 17,5 mil doses de vacina contra Covid-19 para 20 cidades das regiões Triângulo Norte e Noroeste, que foram reclassificadas na onda roxa do Minas Consciente.

As vacinas chegam às Unidades Regionais de Saúde de referência e, a partir da semana que vem, os municípios já podem retirar as doses extras. O quantitativo faz parte da reserva técnica da SES-MG, mantida estrategicamente para atender situações emergenciais.

Os critérios usados para escolha dos municípios seguiram os indicadores disponibilizados pela Sala de Situação da secretaria, como taxas de incidência, mortalidade por Covid-19, ocupação de leitos de enfermaria e de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), além de atenderem à condição de serem municípios com menos de 100 mil habitantes.

A decisão também foi deliberada pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde.

Com Agência Minas

Edição: Thiago Ricci
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários