Pesquisar
Close this search box.

Paulinho na seleção: um dos grandes acertos do Galo na temporada

Por

Paulinho no voo da Latam, ontem, às 15h55, de Confins para se apresentar na Granja Comary, em Teresópolis/Rio. Convocado pelo técnico Fernando Diniz para os jogos das eliminatórias da Copa do Mundo de 2026 contra Colômbia, depois de amanhã, em Barranquilla, e a Argentina, dia 21, terça-feira, no Maracanã. Foto: Pedro Rocha Franco

Reta final do Brasileiro e os clubes se virando para montar bons times para 2024. Nessa montagem, fundamental o trabalho da diretoria de cada um, principalmente para escolher o executivo que vai definir a comissão técnica e na sequência os jogadores que vão cuidar de suas vidas em outras freguesias e os que devem ficar.

No Atlético, tudo indica que os agora “donos” de 75% por clube vão manter o diretor Rodrigo Caetano e o técnico Luiz Felipe Scolari. Entendo que o treinador do Galo deveria ser alguém mais atualizado com a realidade do futebol, principalmente para se meter mais nas categorias de base, palpitando em tudo, desde a orientação aos olheiros para o momento dos testes e “peneiradas” à presença em alguns treinos e jogos. Abel Ferreira faz isso no Palmeiras com sucesso, com retorno técnico e financeiro para o clube.

No comando do futebol, vejo muito mérito no Rodrigo Caetano, que mais acerta do que erra em sua missão. Um dos grandes acertos dele foi a aquisição do Paulinho, que estava meio “largado” no Bayer Leverkusen, que por incrível que pareça lidera o campeonato alemão, deixando o poderoso de Munique para trás.

Artilheiro isolado do Brasileirão, com 17 gols, impressionante como o Paulinho, 23 anos, vestiu literalmente a camisa do Galo e foi abraçado pela torcida. Passou por um momento ruim, quando o Felipão chegou e alterou o posicionamento dele na forma de jogar com Hulk.

Depois de alguns jogos de “jejum”, jogando longe do principal jogador do time, o treinador viu que seria muita burrice insistir no erro e deu o braço a torcer, voltando à forma antiga, adotada pelo antecessor Eduardo Coudet. Foi como acionar o interruptor e as luzes de Paulinho e Hulk voltaram a brilhar.

As tabelas e gols que encantaram a todos no campeonato mineiro estavam de volta. Mas, por causa deste tempo sem gols e sem vitórias, o Galo ficou longe das primeiras posições e estes pontos estão fazendo muita falta agora. Com um elenco caro desses, era para estar brigando pelo título e não em vaga na Libertadores.

Paulinho no voo da Latam, ontem, às 15h55, de Confins para se apresentar na Granja Comary, em Teresópolis/Rio. Convocado pelo técnico Fernando Diniz para os jogos das eliminatórias da Copa do Mundo de 2026 contra Colômbia, depois de amanhã, em Barranquilla, e a Argentina, dia 21, terça-feira, no Maracanã.

Na chegada ao Galo em dezembro de 2022, o artilheiro com o seu procurador, Carlos Leite (direita) e o diretor de futebol do Galo, Rodrigo Caetano – Foto: Atlético

Chico Maia

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ