Vídeo: Cantor sertanejo leva chute e cai após fazer piada sobre o Flamengo

cantor brunno henrique
O cantor foi agredido por um torcedor palmeirense (Reprodução/Instagram/@renatosertanejeiro + Reprodução/Instagram/@brunnohenriquecantor)

O cantor Brunno Henrique foi agredido por um homem durante show em Goiânia após fazer uma piada com a derrota do Flamengo para o Palmeiras na final da Libertadores 2021. Segundo Brunno, que se manifestou ontem (29) em suas redes sociais, a agressão ocorreu no dia do jogo (27).

“Ô, rapaz, aconteceu um negócio chato no Uruguai, tem algum flamenguista aí?”, brincou ele ao entrar no palco. A violência foi sofrida durante a 3ª música da apresentação.

‘Estou bem’

Em vídeo postado no Instagram pessoal, Brunno Henrique disse que foi preciso apresentar a situação ocorrida e os impactos dela. “A gente não repercutiu o vídeo, mas agora ele está tomando uma proporção, por isso vim aqui explicar. Muita gente mandando mensagem perguntando se estou bem. Estou bem, com um roxo na perna aqui, mas logo passa e está tudo beleza”, afirmou.

‘Brinco com todo mundo’

Além disso, o cantor agredido explicou a piada que fez. “Quem me conhece sabe que eu brinco com todo mundo, faço sempre de uma forma leve, não desrespeito ninguém”, disse ele. Ao longo do evento, Brunno se equivocou sobre o time do agressor, mas ressaltou que isso não justifica a atitude violenta. “Durante todo o show, eu fiquei achando que o cara era flamenguista. Não, o cara era palmeirense, mas, independente disso, não é motivo para ele ter feito isso”, criticou.

Segundo Brunno Henrique, o momento do país é delicado, mas as pessoas não precisam ser extremas nas atitudes. “Que esse cara vá se tratar, porque a gente vive momento de ódio. Você sai para cantar, para levar alegria, cantar para as pessoas. Depois, quando voltei ao palco, ainda disse: ‘O próximo flamenguista que estiver bravo, avisa, para eu poder correr’. Nunca vou parar de brincar. Esse é o meu jeito. Se ele achou ruim, que nunca mais vá me ver cantar”, frisou Brunno. 

Poderia ter sido pior

Ao final do vídeo, o cantor também ressaltou que o ato poderia ter tido consequências ainda piores. “Eu estou muito bem e bem feliz por não ter acontecido nada mais grave, porque na mesa dele tinha um capacete, na outra mão dele tinha uma garrafa, poderia ter sido algo muito pior”, finalizou Brunno Henrique.

Desculpas

De acordo com Douglas Moura, advogado e um dos empresários do músico, a Polícia Militar chegou a ser acionada no show, mas o cantor agredido optou por não fazer um boletim de ocorrência. Afinal, Brunno precisaria sair do evento para se dirigir à delegacia. Segundo Douglas, o torcedor de 62 anos confirmou à PM que é palmeirense e se equivocou na violência cometida.

Repercussão

No Instagram, o público reagiu com surpresa à agressão. “Aí que mora o perigo, literalmente”, escreveu um usuário. “Que situação desagradável”, lamentou outra pessoa. Um seguidor afirmou que o cantor vai ganhar mais visibilidade com o caso. “Nem tudo é tão ruim quanto parece. Agora vai ganhar seguidor e notoriedade. Os humilhado serão exaltados”, defendeu.

Edição: Roberth Costa
Beatriz Kalil Otherobeatriz.othero@bhaz.com.br

Mineira de BH, graduanda em jornalismo pela UFMG e fascinada por futebol, dentro e fora das quatro linhas. Cobre esportes para o BHAZ. Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2021 e de reportagens premiadas pela Rede de Rádios Universitárias do Brasil em 2020.

Comentários