Cruzeiro escorrega de novo e está fora da briga pelo acesso

cruzeiro
Cruzeiro já não tem chances matemáticas de entrar no G4 da competição (Igor Sales/Cruzeiro)

O jogo do Cruzeiro contra o Juventude acabou com qualquer esperança que talvez sobrava na torcida azul. A derrota por 1 a 0, nesta noite de sábado (16), confirmou que o time já não tem chances matemáticas de entrar no G4 da competição. Ou seja, subir para a Série A deixou de ser uma possibilidade. O duelo ocorreu no gramado encharcado do estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Na próxima rodada, o Cruzeiro, 13º lugar com 44 pontos, recebe o Operário nesta quarta-feira (20), no Independência, em Belo Horizonte.

Gramado pesado

O jogo começou truncado, com os times tentando se adaptar ao campo molhado do estádio. O primeiro chute para o gol veio aos 9 do 1T: Giovanni limpou e bateu de fora da área, para a defesa do goleiro Carné.

Juventude na frente

O jogo esfriou, até que aos 20 do 1T, Capixaba foi puxado na área e o árbitro marcou pênalti para o time da casa. Rafael Grampola bateu alto e firme, abrindo o placar para o Juventude.

O Cruzeiro quase empatou aos 40. Na falta cobrada por Machado, Pottker cabeceou e a bola passou perto do gol.

Não valeu

Na volta para o 2T, o placar quase foi mexido. Aos 5 minutos, Sobis recebeu na área e mandou para as redes, mas foi marcado o impedimento do atacante na jogada.

Tenta, tenta, tenta…

O Cruzeiro continuava procurando o gol: aos 13 do 2T, Sobis chutou forte, e o arqueiro do Juventude foi obrigado a trabalhar. O atacante tentou novamente aos 25, mas a cabeçada foi para fora. Aos 41, Machado recebeu cruzamento, cabeceou em direção ao gol, e o goleiro Carné agarrou.

Na trave!

A maior chance do Cruzeiro até então veio aos 42, com chute de fora de Pottker. A bola perigosa explodiu na trave, e ninguém do time azul conseguiu pegar o rebote.

Os cruzeirenses tentaram, mas pararam na defesa alviverde. Com a derrota, a chance do acesso está matematicamente eliminada, e o clube jogará o ano do centenário na Série B.

Edição: Roberth Costa
Beatriz Kalil Othero
Beatriz Kalil Otherobeatriz.othero@bhaz.com.br

Mineira de BH, graduanda em jornalismo pela UFMG e fascinada por futebol, dentro e fora das quatro linhas. Cobre esportes para o BHAZ. Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2021 e de reportagens premiadas pela Rede de Rádios Universitárias do Brasil em 2020.

Comentários