Cruzeiro perde fora de casa e praticamente dá adeus às remotas chances de acesso

Partida entre Avaí e Cruzeiro
Partida entre Avaí e Cruzeiro nesta sexta-feira (22), na Ressacada, em Florianópolis. (Eduardo Valente/iShoot/Folhapress)

O Cruzeiro praticamente pôs fim às suas remotas chances de subir para a Série A nesta noite de sexta-feira (22). na Ressacada, em Florianópolis. A equipe perdeu chances inacreditáveis e foi derrotada pelo terceiro colocado Avaí por 1 a 0.

Com a derrota, o time celeste foi para 12º lugar, com 39 pontos. Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe o Remo nesta quinta (28), no Independência, em Belo Horizonte.

Começo elétrico

A partida começou movimentada, com os dois times buscando o gol. Aos 7 minutos, Bruno José mandou uma bola na trave e, pouco depois, Thiago chutou forte e Glédson defendeu.

O Avaí respondeu aos 16 com a boa jogada de Edilson e a cabeçada foi para fora.

Nossa, o que rolou!?

Na marca dos 25 do 1T, o Cruzeiro perdeu uma sequência inacreditável de gols. Thiago recebeu na área, chutou e Glédson pegou duas vezes. Na sobra, o atacante tocou para Bruno José, que chutou direto no zagueiro que estava em cima da linha.

Aos 34, Brock cobrou uma falta de muito longe, o goleiro “bateu roupa”, mas não tinha ninguém do Cruzeiro na sobra.

Leão na frente

No começo do 2T, aos 11, o time catarinense abriu o placar após o cruzamento de Vinícius Leite. A bola foi na cabeça de Lourenço, nas costas da marcação de Rômulo, e ele mandou as redes.

Por pouco, não veio o segundo aos 22 após o cabeceio de Lourenço na área, porque Fábio fez boa defesa.

Pouco inspirado

Enquanto o Avaí se defendia, o time mineiro não conseguia encaixar ataques e errava muitos passes. A equipe pareceu sentir bastante o gol e as substituições precoces de Thiago e Marco Antônio, que saíram ainda no 1T por lesões.

Aos 46 do 2T, Flávio chutou de fora da área e o goleiro agarrou. Fábio ainda salvou o que seria o 2º do Avaí aos 50 no chute de Copete.

O jogo terminou por isso mesmo, e agora, oficialmente, o time estrelado tem de pensar no planejamento para a temporada de 2022.

Beatriz Kalil Othero
Beatriz Kalil Otherobeatriz.othero@bhaz.com.br

Mineira de BH, graduanda em jornalismo pela UFMG e fascinada por futebol, dentro e fora das quatro linhas. Cobre esportes para o BHAZ. Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2021 e de reportagens premiadas pela Rede de Rádios Universitárias do Brasil em 2020.

Comentários