Cruzeiro terá estádio em Betim? Prefeito Vittorio Medioli fala sobre projeto e vai se reunir com Ronaldo

vittorio medioli estádio cruzeiro
O empresário deve se reunir com Ronaldo ainda nesta semana (Reprodução/YouTube/O Tempo)

A torcida do Cruzeiro foi dormir ontem com a notícia de que o empresário Ronaldo se encontrará hoje (15) com o governador Romeu Zema (Novo). Ao acordar, os cruzeirenses se depararam com a possível construção de um estádio na cidade de Betim, região metropolitana de Belo Horizonte. Os assuntos já estão entre os mais comentados nas redes sociais, com diversas opiniões entre os torcedores.

Prefeito de Betim, o político e empresário Vittorio Medioli (sem partido) falou mais sobre a proposta de uma arena para o Cruzeiro durante entrevista coletiva feita hoje (15). O prefeito de Betim disse que deve conversar com Ronaldo ainda nesta semana. Já a reunião entre o ex-jogador e Zema deve ter o Mineirão como pauta e ocorre logo mais, às 16h.

Como seria o estádio

Segundo Vittorio Medioli, a arena já tem local e aprovação prévia da Prefeitura de Betim. O terreno da construção tem 100 mil m² e é localizado próximo à Via Expressa e ao Shopping Partage. O projeto, que está sendo formulado desde 2018, trabalha com capacidades para 45 mil torcedores em jogos, além de 52 mil pessoas em shows e eventos. O estacionamento prevê vagas para mais de três mil carros.

Também estão presentes no projeto parques ecológicos e um centro de convenções com capacidade para mais 20 mil pesoas. Ainda de acordo com o prefeito, há duas inspirações principais na ideia do estádio: a construção civil da Arena da Baixada, do Athletico Paranaense, que possui teto retrátil e gramado misto (com gramas naturais e artificiais); e o modelo de negócios do Allianz Parque, do Palmeiras.

Parceria

Segundo Vittorio, o projeto será concluído nos próximos 20 dias. “Os parceiros serão anunciados em breve, quando finalizarmos a carta de intenção”, projetou Medioli. Ele também afirmou que no acordo, o município de Betim cederá a área e terá 20% de todos os direitos comerciais do empreendimento.

“Nós daremos uma garantia real para o investidor não ter muitos percalços e ter um custo bem reduzido em realação a outros projetos que ocorrem em Minas, com atrasos e custos exagerados”, garantiu.

Cruzeiro no projeto

Medioli adiantou que há empresas interessadas no projeto, que não necessita de investimento do Cruzeiro. Ele também deu alguns exemplos de direitos comerciais que poderiam ser vendidos pelo clube celeste: “camarotes, cadeiras, espaços de propaganda, propriedades que dão renda. O Cruzeiro tem grande torcida de milhões, e muitas pessoas interessadas no crescimento e no retorno ao esplendor de outras épocas”.

Segundo o empresário, o time estrelado poderia fazer um negócio semelhante a um já existente em São Paulo. “O Cruzeiro teria a mesma propriedade e direitos que hoje, o Palmeiras tem no Allianz Parque. Teria 80% [dos lucros de bilheteria] e nenhum custo”, disse Medioli sobre as condições do estádio.

‘Será feito de qualquer forma’

Quando perguntado sobre uma possível não participação do Cruzeiro no projeto do estádio, Medioli disse que o empreendimento já faz parte da demanda de Betim. “Se aceitar, bom. Se não aceitar, o estádio será feito de qualquer forma. Ele apresenta viabilidade econômica, é uma necessidade que Betim tem de uma obra de grande infrastrutura, para eventos, dado o crescimento acelerado que a cidade está tendo”, afirmou.

Segundo o prefeito, a obra será versátil e não depende apenas de futebol. “A arena se sustentará com eventos e shows. Uma arena como essa, com características próprias para eventos, atrairia para Mnas eventos que não acontecem porque não há local apropriado. Em qualquer época do ano, terá a garantia de recber os espectadores com o conforto de uma cobertura [teto retrátil]”, defendeu.

Conversa com Ronaldo

No início de maio, Vittorio Medioli encontrou com Ronaldo no Estádio Independência, para o jogo entre Cruzeiro e Remo pela Copa do Brasil; porém, o político disse que a futura arena não foi pauta da conversa.

“Naquele momento não tivemos tempo, porque não tinhamos essa certeza, ainda estávamos negociando a área. Agora, teremos um encontro com o Ronaldo, a depender da agenda dele e da minha, para dissecar esse assunto. Acho que o Cruzeiro pode sim capitalizar a curto prazo com a aprovação do projeto”, disse.

Pouco depois da entrevista coletiva, Medioli afirmou durante o programa “Os Donos da Bola”, da Band Minas, que o encontro entre os dois deve ocorrer nos próximos dias.

Impacto ambiental

Em relação aos possíveis impactos socioambientais da obra, Vittorio Medioli não mencionou estudos que podem ser feitos sobre o tema, mas afirmou: “a área está totalmente desimpedida. Ela estava reservada há três anos para fazer um centro de convenções”.

“A área tem um grande projeto urbanístico que ocupa cerca de 3 milhões e 200 mil m². Um já foi licenciado e o outro está em fase de licenciamento. Todos os empreendimentos têm mata preservada, nascentes. Era uma fazenda de criação de gado antigamente”, completou.

E a torcida?

Nas redes sociais, enquanto alguns torcedores se mostraram a favor da proposta de estádio para o Cruzeiro, outros ficaram mais reticentes com as informações iniciais. “Tô começando a gostar da ideia”, escreveu um usuário. “Vai querer algo lá na frente que vai surpreender o clube negativamente”, postou outro. Leia alguns comentários:

Ronaldo e Zema

Enquanto a reunião de Ronaldo e Medioli sobre o possível estádio ainda não acontece, o dono de 90% da Cruzeiro SAF possui um compromisso marcado hoje (15), a conversa com o governador Romeu Zema (Novo). O “café” entre os dois, que já consta na agenda oficial do político, irá ocorrer às 16h no gabinete oficial do governador, na Cidade Administrativa.

Um dos prováveis assuntos da reunião entre Ronaldo e Zema será a gestão do Mineirão. Atualmente, o estádio é administrado pela empresa Minas Arena. Apesar de algumas discordâncias com a concessionária, o empresário já sinalizou que a relação entre o Cruzeiro e a Minas Arena progrediu. Porém, na visão do ex-jogador, as conversas poderiam melhorar ainda mais (entenda mais aqui).

ronaldo zema conversa
O Mineirão deverá ser uma das pautas da reunião entre Ronaldo e Zema
(Beatriz Kalil Othero/BHAZ + Henrique Coelho/BHAZ)
Edição: Roberth Costa
Beatriz Kalil Otherobeatriz.othero@bhaz.com.br

Jornalista formada pela UFMG, é colaboradora do BHAZ desde 2020. Participou de reportagens premiadas pela CDL/BH em 2021 e 2022, e pela Rede de Rádios Universitárias do Brasil em 2020.

Comentários