Garibaldo, do Vila Sésamo, diz que tomou vacina e é chamado de comunista nos EUA

pássaro amarelo vila sésamo
Personagem infantil virou alvo de ataques (Reprodução/@bigbird/Twitter)

Garibaldo, um pássaro amarelo do seriado infantil “Vila Sésamo”, virou alvo de ataques de grupos antivacina nos Estados Unidos. Isso porque o personagem de seis anos publicou em uma rede social, no último sábado (6), que tinha tomado a vacina contra a Covid-19. Nos Estados Unidos, crianças de 5 a 11 anos já podem se vacinar contra a doença.

“Eu recebi a vacina contra a Covid-19 hoje! Minha asa está um pouco dolorida, mas ela vai deixar meu corpo protegido para me deixar, e deixar os outros, com saúde”, escreveu o personagem. A reação veio de figuras públicas importantes, como o governador do Texas, Ted Cruz. “Propaganda de governo… para a sua criança de 5 anos de idade!”, escreveu o político em uma rede social.

Já a senadora pelo estado do Arizona, Wendy Rogers, afirmou em sua rede social que Garibaldo era comunista. A comentarista política conservadora Liz Wheeler também respondeu o personagem de ficção e disse que não levaria a filha dela para receber a vacina contra o novo coronavírus. As falas contra Garibaldo foram endossadas por outras pessoas “antivax”.

Apoio

Houve aqueles que apoiaram o incentivo à vacinação do personagem infantil, dentre eles o próprio presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. “Muito bem, Garibaldo. Vacinar-se é a melhor maneira de manter sua vila segura”, disse o democrata no Twitter oficial da presidência.

A ex-secretária de Estado e ex-candidata à presidência dos EUA , Hillary Clinton, também se pronunciou sobre a polêmica. “É um pássaro que ensina coisas às crianças. Por exemplo, como se manter saudável. É isso”, escreveu em uma rede social.

A vacinação nos Estados Unidos está estagnada. Mesmo sendo pioneiro na aplicação dos imunizantes, apenas 58,4% da população está vacinada contra a Covid-19.

Edição: Roberth Costa

Comentários