Homem defeca pelo pênis e ejacula pela bunda por dois anos; médicos desvendam caso raro

homem hospital
O homem só procurou ajuda após seus testículos incharem muito e a dor se tornar insuportável (FOTO ILUSTRATIVA: Banco de imagens/LightFieldStudios/Envato Elements)

Um homem de 33 anos procurou ajuda médica após dois anos defecando pelo pênis e ejaculando sêmen pela bunda. O caso da condição rara tem ganhado visibilidade em tabloides pelo mundo, como o Daily Star e Indian Times. Os médicos diagnosticaram várias doenças raras nele e tiveram que fazer uma cirurgia, descobrindo que ele recebeu um cateter anteriormente, sendo um dos motivos do problema. Artigo científic publicado na revista Cureus explica mais sobre o assunto.

O paciente, que não teve a nacionalidade ou nome revelados, ejaculou uma “quantidade substancial” de sêmen de sua bunda e fez passar matéria fecal pelo pênis. O homem de 33 anos sofria de uma série de problemas médicos bizarros por dois anos. Ele finalmente conseguiu ajuda depois que seus testículos incharam e a dor tornou-se muito forte.

O homem estava expelindo gases na urina, uma condição denominada pneumatúria. O homem também urinou matéria fecal, chamada fecalúria, e expeliu uma “quantidade substancial” de urina e sêmen de seu reto.

Os médicos encontraram uma ‘estrutura cheia de gás’ na parte anal do homem (Reprodução/Cureus)

Descobertas publicadas

A equipe publicou as descobertas do caso na revista Cureus. Ele tinha um testículo inchado e uma infecção do trato urinário, enquanto um exame de toque retal mostrava sinais de um problema na parede retal.

Uma tomografia computadorizada produziu uma visão mais ampla dos vários problemas. O relatório diz que havia uma “estrutura cheia de gás”. Outros testes confirmaram a presença de uma fístula (comunicação anômala entre duas ou mais estruturas do corpo que, em condições normais, não comunicam entre si) entre a uretra e o reto, através da qual vários fluidos e sólidos estavam passando. O caso conseguiu ser resolvido com uma cirurgia, mas a equipe médica continuou a verificar outros erros.

Intoxicação

Dois anos antes, ele estava em coma de três semanas após intoxicação por cocaína e fenciclidina (PCP). Nesse momento, ele recebeu um cateter de Foley durante o qual a lesão provavelmente foi causada. A equipe foi liderada por Frank L. Ventura, um estudante de medicina do Departamento Médico da Universidade do Texas em Galveston.

Outros testes confirmaram a presença de uma fístula, ou passagem anormal, entre a uretra e o reto (Reprodução/Cureus )
Edição: Roberth Costa

Comentários